E-book Contos Fetiche: Histórias Deliciosamente Reais

Sou uma coroa com tudo em cima. Leia-se gostosa.

Tive dois filhos muito cedo de um casamento fracassado. Nos separamos. Casei novamente com um homem maduro. Nossa vida sexual um dia foi muito boa( não no meu ritmo, claro), pois meu fogo é maior do que a vontade dele. Assim acabei desgostando dele com suas frequentes desculpas ,cansaços e descasos.

Um de meus filhos está na faculdade e sempre traz para nossa casa algum amigo. Tanto  para estudar, nadar na piscina, churrascos ou bater papo na nossa casa.

Um desses amigos é o Maurício. Óbvio que temos uma certa diferença de idade, mas isto foi insuficiente para evitar que tivéssemos uma química sem igual.

Já andava observando Maurício e percebi que ele também me olhava. Aquela frequência foi me excitando. Comecei a me sentir desejada, esquecendo totalmente a idade dele e sua amizade com meu meu filho.Investi naquele tesão que estava sentindo, quase como uma cócega em meu ventre.

O garoto até que tinha uma certa beleza, atrás de uma aparente timidez, porém uma cara de cafajeste que arrepiava as mais esclarecidas. Daqueles que te penetrava com os olhos. Dentro daquele tímido tinha um safado…e dentro desta coroa frustrada tinha uma mulher com um fogo adormecido.

Ele foi até nossa casa após seu estágio em um dia muito calor. Falou que iria estudar com meu filho e aguardaria ele chegar do seu trabalho.Ele já havia feito isto outras vezes.

Quando chegou, para não ficar esperando sem fazer nada , convidei  para ir na piscina. Queria conferir a “documentação”. Se combinava com a cara de safado daquele rapaz. Ele aceitou e fomos para a piscina.

Levei protetor solar e passei nele devagarinho. Sabia que esta era a minha deixa, então pedi que ele passasse nas minhas costas. Ele passou, sem muita iniciativa de continuar. Então eu falei: “passa no meu bumbum também”. E ele começou a passar o protetor solar, mas sem jeito, mas depois de um tempo,ele parecia estar gostando. Soltei um gemido baixinho, para ele perceber meu interesse, então ele parou e disse que ia tomar um banho de piscina e quando me virei antes dele ir pude ver um volume enorme no seu calção.

Assim que ele entrou na piscina, também entrei e por debaixo da água dei um abraço apertado pra sentir o volume do pau dele e fiquei excitada. Demonstrei surpresa e fingi que foi sem querer. Ele ficou envergonhado, pediu desculpas e já ia sair para nadar e eu perguntei se ele tinha namorada, ele, apenas respondeu de cabeça baixa que não e fazia muito tempo que não tinha.

Safada que sou disse que poderia resolver o problema dele, mas seria nosso segredo. Assim que acabei de falar, peguei no pau dele e comecei a tocar uma punheta gostosa embaixo d’água. Não falou nada, mas enquanto ele me fitava eu fazia carinho no seu pau, que estava duro feito uma rocha. Ninguém estava vendo mesmo e meu filho havia saído. Afinal Taynan já conhecia a casa e era muito conhecido da família a ponto de entrar na piscina sem problemas.

No começo ele parecia congelado, mas depois foi se soltando e eu com uma voz sedutora perguntei se ele queria terminar o que começamos, dentro de casa. Ele concordou, então fomos indo para dentro da casa com pressa de transar gostoso.

Chegando dentro de casa convidei ele para um banho gostoso, tirar o cloro e o protetor solar do corpo. No chuveiro a coisa evoluiu para algo muito mais quente, eu fui me ajoelhando e chupando esse cacete gostoso e grosso que pulsava na minha boca de um jeito gostoso. Consegui arrancar um gemido dele e logo o safado ficou soltinho e começou a empurrar minha cabeça mais ainda pra engolir tudinho.

Nem preciso dizer o quanto eu estava excitada. Depois de um tempo mamando, eu pedi para ele me agarrar e me possuir. Sentir seu pau entrando todinho em mim. Assim que terminei de falar ele levantou minha perna e colocou de uma vez só. Todo apressado dentro de mim, muito eufórico.Fui controlando o ritmo e dizendo como ele era gostoso e safado.

Uma delícia a rapidinha no chuveiro, mas logo fomos pra cama onde fiquei de quatro toda molhadinha e chamei ele para transarmos de novo. O rapaz apenas me olhava hipnotizado e falou:” Você é bem safada, doida pra ser arrombada”. Ele colocou com força dentro de mim. Socou gostoso e já estava me deixando louca. Acabei gozando primeiro do que ele, e alguns minutos após ele gozou . Uma gozada farta e bem quentinha.

Me senti satisfeita, porém um remorso tentou se apossar de meu corpo. Deixei pra lá. Afinal, me sentindo puta e suada… com porra escorrendo pelas minhas coxas .Isto não combinava muito com remorso.

Foi uma transa tão gostosa… permanecemos como amantes e com encontros furtivos em minha casa,  enquanto meu filho esteve na faculdade. Após sua formatura troquei de ares. Gostei da carne nova, com pegada agressiva e sem apego emocional. Isto me excitou.

De vez em quando nos encontramos e relembramos (fisicamente) o quanto nos damos bem na cama.

Ah, tenho notícias dele! Ele está cada vez melhor!

Conto erótico enviado por uma seguidora anônima.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorPorteiro safado – Conto Erótico
Próximo artigoCarona de viatura – Conto Erótico
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.