WhatsApp Loja Meus Fetiches

Mais um dia que poderia ser considerado normal no trabalho.

Até que ela, inesperadamente, me chama em sua sala para tirar algumas dúvidas sobre  trabalhos que ela dizia ter dificuldades em realizar.

Quando entrei, ela fechou a porta e pediu um beijo. Surpreso, não pensei duas vezes. Puxei de encontro a mim e trocamos muitos beijos molhados e demorados.

O clima esquentou mais do que previa.Ela, de forma decidida, tomou conta da situação. Com suas mãos mágicas tocou meu membro que, naquele momento, estava fora de controle .

Passamos alguns minutos fazendo carícias e trocando beijos , até que fomos interrompidos,  pois alguém se aproximava próximo a porta.

Aquele dia, cada minuto parecia uma hora, pois havia uma promessa no ar… ao final do expediente iria continuar nossas carícias ousadas… porém num motel .

Ao final do dia ela pediu uma carona. Fomos direto para o motel mais próximo, que seria  palco de nossas loucuras.

Quando lá chegamos, ela tirou sua blusa e pediu que tocasse seus lindos seios. Toquei , senti … cheirei, enfim, passei longos momentos beijando e tocando sua pele linda.

Após acariciar seus seios, coloquei-a de quatro na beirada da cama. Incessantemente , chupei seus lábios vaginais, até que ela explodisse de prazer em minha boca.

Aproveitando que  estavam molhados , penetrei-a e movimentei com força para dentro dela. Mexia freneticamente,até que ambos gozassem.

Com um olhar meigo e penetrante, pediu que fossemos para um banho relaxante e saboroso. Ficamos por muito tempo trocando carícias e beijos embaixo do chuveiro.

Voltamos para a cama e iniciei uma massagem com minha língua entre suas coxas . Ela já estava de costas e gemia de forma contida, mas ao longo de minhas penetrações com a língua, ela foi se soltando… se soltando… de repente , juntos, entramos em profundo gozo.

As paredes daquele quarto já não seguravam mais o ruído vindo de seu tesão.

Com certeza, outras pessoas compartilharam aquele som maravilhoso.

Quando percebi que ela já estava pronta para ser penetrada, novamente e, por trás. Comecei de forma lenta, uma penetração que, com certeza, iria ser prazerosa e levaria ambos ao nível máximo de cumplicidade.

Sim … fomos cúmplices do começo ao fim. Ela colaborando sempre , fazendo pequenos movimentos de rebolado e eu colocando lentamente e lubrificando para que tudo fosse perfeito naquele momento.

Acredito que chegamos ao prazer juntos e pudemos depois relaxar com os corpos estirados naquela cama maravilhosa.

No dia seguinte, no trabalho,trocamos olhares de pura cumplicidade . Ficou a certeza que, se houver dúvida em alguma tarefa, estas , deverão ser sempre esclarecidas.

Lembrando que o trabalho em equipe trás realização e  prazer.

Conto erótico enviado pelo seguidor Carlos A.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.

Masturbador

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDesejo de quero mais
Próximo artigo Quando eu dormir…
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.