WhatsApp Loja Meus Fetiches

Esta aventura começou por causa de um acidente de moto em que um colega nosso faleceu. Tinha uma amiga que ficava com ele. Este rapaz era português e tinha um bar na pacata cidade onde moro.

Infelizmente ocorreu este acidente e por ela ter um relacionamento, ainda que passageiro  com ele, precisei acompanhar ela na delegacia para trâmites legais de liberação do corpo.

Lá na Delegacia, esperei por ela no lado de fora. O delegado já sabia do caso, mas tinha ido até a cidade vizinha e pediu que esperássemos um pouco por ele.

Neste instante parou uma viatura e de lá saiu um homem lindo, moreno, cabelos escuros, vestido em um jeans despojado e camiseta branca. Estava armado! Não consegui tirar os olhos dele e vi que ele também me comeu com olhar!

Ainda esperamos mais um pouco, falamos sobre o caso e que gostaríamos de voltar mais tarde. Pedi o telefone dele pra ligar quando tudo estivesse pronto. Ele me passou o número prontamente.

E foi aí é que começou esta louca aventura na Delegacia!

No outro dia mandei mensagem e logo ele respondeu. Fui direta e objetiva, falei que havia gostado muito dele, que ele chamou minha atenção. Ele me respondeu que também havia gostado de mim e perguntou se podíamos nos ver mais tarde. Claro que eu concordei!

Trocamos diversas mensagens picantes. Aquele homem havia me deixado com muito tesão e não via a hora de dar pra ele! Passamos o dia com altas provocações.

Durante a madrugada, ele parou na porta da minha casa altas horas da madrugada e me chamou. Estava no carro de investigação, não dava para ver nada dentro, os vidros eram escuros. Conversamos um pouco, mas nossos corpos estavam excitados demais para ficar só no diálogo.

Ele começou a passar a mão na minha perna até a minha bucetinha, que já estava molhada de tanto tesão. Ele também estava com pau duro feito pedra! Antes de continuar com as ousadias, me disse que estava de plantão e não poderia se ausentar da delegacia.

Então fomos pra lá mesmo! Só de pensar nesta aventura, gelei por completo. Imagine eu, numa delegacia na madrugada, nos braços de um homem gostoso como aquele…

Apesar de estar morrendo de medo de ter câmeras, fui mesmo assim. Quando entramos no alojamento, onde os policiais de plantão dormem, logo cai de boca naquele pau delicioso. Ele sussurrava que eu era gostosa e que eu chupava gostoso.

Não demorei muito tempo naquele oral, pois ele me colocou de quatro numa pequena cama que tinha por lá e me penetrou tão forte que precisei me segurar. Em um vai e vem constante, rápido e firme, ouvi barulhos estranhos.

Falei que precisávamos parar, mas ele afirmou que não era nada; apenas detentos que ficavam nas celas. Foi uma loucura ouvir aquilo, a vontade era gritar pra eles ouvirem tudo.

Com essa informação, logo gozei, pois pensei no proibido de toda aquela situação. Ele pediu pra gozar nos meus peitos e assim fez. Foi uma transa muito gostosa, tremenda aventura. Saí de lá completamente satisfeita e surpresa comigo mesma, por ter vivido uma experiência tão diferente.

Ele me levou em casa e dias depois descobri que era casado. Fiquei sabendo que a esposa era amiga de uma amiga em comum. Fiquei mal com tudo aquilo. Ainda nos encontramos um tempo depois na festa de aniversário dela. Ficou um clima tenso apesar dela não ter desconfiado de nada.

Ele sempre me ligava pra repetimos a dose, mas não consegui me soltar mais. Sabia que ele era casado e não conseguia conviver com aquilo.

Conto Erótico enviado por autora anônima

Estas histórias proibidas são deliciosas, não é mesmo? Se quiser continuar nesta vibe, sugiro este outro Conto Erótico delicioso. Venha conferir O Policial.

Masturbador

COMPARTILHAR
Artigo anteriorComi minha Tia Carolina
Próximo artigoO Amante que mudou minha vida
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.