WhatsApp Loja Meus Fetiches

Alex meu novo namorado, era totalmente diferente de meu último namorado. Era mais quieto, bem mais maduro. Era três anos mais velho que eu.Com o Alex eu me sentia segura.

Verdade seja dita, faltava fogo no meu novo relacionamento, pois sempre fui namoradeira. Achava que era por culpa minha não ter mais tesão em nosso relacionamento.

Comecei a usar roupas mais justas, saias curtas, comprei lingeries provocantes.Não preciso dizer que sexo em casa parecia ser obrigação.

Até que num belo dia acordei com vontade de ir embora. Arrumei a mala, expliquei que estava indo. Ele me abraçou e me pediu para ficar, disse que estava um pouco estressado com a empresa, que era uma fase que passaria e me prometeu uma viagem à praia ao final daquele mês.Aceitei sua explicação e fiquei.

No outro dia, quando fui consultar os recados na caixa de mensagens do telefone, puxei o único recado deixado, ouvi uma voz masculina dizendo coisas ao meu respeito… esta pessoa me desejava.

O dia da viagem chegou,preparamos as coisas e embarcamos. Ao chegarmos à cidade, perto das seis da noite, fomos nos instalar num hotel. O Alex já havia feito as reservas e o rapaz da recepção disse que constava em nossa reserva, dois apartamentos no quarto andar.Achei estranho, mas lembrei da ligação no telefone.Era o Humberto.

Lembrava dele! Ele e Alex não se desgrudavam inclusive cheguei a trocar alguns olhares num momento em que estava muito carente, mas depois comecei a namorar o Alex e ele nunca mais teve coragem. Era um cara de vinte e oito anos, alto; acho que um e oitenta de altura, malhado, com uma postura corporal de quem vive dentro de academia. Diferente do Alex, que tinha mais ou menos a mesma altura, mas era magro.

Fui tomar um banho. Quando sai do banheiro, ele ainda estava no computador. fiquei irritada com aquilo e disse que iria dar uma volta no hotel para conhecer a piscina… Fiquei quase uma hora sentada num banquinho vendo as pessoas se divertirem… voltei para o quarto.

Alex estava no banheiro, o computador ligado com uma foto minha inserida num e-mail que havia sido enviado ao Humberto há uns vinte minutos…  Vasculhei os e-mails enviados e recebidos e havia fotos minha, dormindo, deitada na cama distraída, fotos com calcinha, fotos sem calcinha… havia também fotos do Humberto, com roupa, com a cueca apenas, completamente nu. O Humberto era o cara do recado na gravação.

Depois, em e-mails mais recentes parecia, finalmente, admitir que mostrar minhas fotos, era uma tara que tinha e que eu nem sabia que ele fazia isso.E tinha mais,prometia ajudar Humberto a transar comigo, assim que fosse possível.

No outro dia acordei e Alex não estava no apartamento,passou alguns minutos e ele abre a porta do apartamento, anunciando que o amigo já havia chegado, mas descansaria algumas horas… Fez o convite para que fôssemos comer e beber alguma coisa na praia.

Coloquei um biquíni.

Fiquei com meu bundão virado pra cima, com a clara intenção de irritá-lo.. Irritou nada, ele ficou é excitado vendo aqueles homens olhando.

Voltamos e depois do banho coloquei um vestidinho branco, soltei os cabelos. Só estava meio constrangida em encontrar com Humberto, mas decidi jogar o jogo do Alex.

Humberto nos encontrou no corredor. Estava cheiroso e bem vestido. Cumprimentou Alex com um abraço e depois também me abraçou bem forte.

E fomos caminhando até o restaurante, eu e Alex de mãos dadas.Jantamos e bebemos vinho, pois àquela hora da noite já podíamos sentir um ventinho frio bater na pele. O Humberto observando meu decote o tempo todo. O Alex me observando e observando o Humberto o tempo todo…

Levantei para ir ao banheiro e pude ver os dois observando e fazendo comentários. Pensei que isso não ia ficar assim.

Alex comprou duas garrafas de vinho para levarmos embora.indo embora, decidimos caminhar um pouco no calçadão da praia… fomos encher os pés de areia, eu segurava o vestido  para não levantar. Havia algumas pessoas caminhando também.

De repente Alex virou-se para Humberto e lhe entregou seu telefone celular. Para tirar uma foto. Abraçou-me por trás. Humberto veio e parou-se ao meu lado, colocou seu braço por trás do meu corpo e agarrou minha cintura com força. Humberto então me puxou com uma pegada, posicionando meu corpo bem na sua frente. Fui sentindo seu pau endurecer aos poucos enquanto cutucava minha bunda.Quando nos soltamos, olhei diretamente para sua bermuda.

Fomos em direção das rochas. Quinze minutos de caminhada lenta até as rochas na beira do mar.  Subindo com cuidado.

Chegando lá,Alex sentou na pedra em que estávamos. Humberto subiu na pedra e se virou para me agarrar, disse que eu poderia abraçá-lo que ele me puxava… Eu o abracei, pressionando meus peitos no peito dele. Foi quando ele colocou a mão na minha bunda pra me puxar pra cima,se agachou na pedra e gritou ao amigo que ficaríamos cinco minutos ali em cima, observando o mar. Alex disse que não teria problemas.

Então, sem cerimônia nenhuma, Humberto se voltou, me virou novamente e deu um abraço por trás. Cruzando os braços à frente do meu peito.

Ele descruzou os braços e meteu a mão por baixo do meu vestido, primeiro na minha perna, depois no meu sexo. O dedo fazia força, empurrando minha calcinha para o lado.

Abriu o zíper da bermuda jeans e colocou o mastro pra fora, pegou minha mão e colocou sobre ele, ajudando minha mão a masturbá-lo. Depois ainda pressionando minha mão contra o pau, ficou esfregando-o na minha bunda com força.

Virou-me de repente,tirou meus peitos pra fora e começou a chupá-los com força.Não consegui me segurar,agarrei aquela vara e comecei a masturbá-lo com força…

Depois me abaixei e enfiei ele na boca. E chupei com vontade, bati ele na minha bochecha e olhei com cara de puta, enquanto beijava a cabeça do seu mastro.

Abaixou e tirou minha calcinha, depois abriu minhas pernas e agachado com a cabeça virada pra cima socou a língua no meu clitóris.

Descemos..Alex me ajudou a chegar até a outra pedra. E fomos para o hotel.

Subimos até na frente das portas dos apartamentos em que estávamos. Alex perguntou se o Humberto, após tomar um banho, queria ir até nosso apartamento, para tomarmos vinho e conversarmos enquanto assistíamos TV. Ele concordou.

Me enrolei na toalha. Abri a porta e saí naturalmente no saguão que ligava o banheiro ao quarto.Alex sentado na cama e Humberto numa poltrona logo ao lado. O Alex de bermuda, sem camisa e o Humberto de chinelo, bermuda e camiseta regata. Nesse momento, Alex se levantou e foi caminhando até o banheiro, parecia um jogo de cartas macadas.

Apanhei a calcinha. Vesti sem tirar a toalha, de costas pra ele, que estava com os olhos cravados na minha bunda… coloquei um shortinho de dormir, bem curtinho e uma blusa. Depois me sentei na cama cheia de naturalidade.

Ele estava vidrado no meu top transparente que, sem sutiã, expunha meus seios.Levantou-se de repente, chegou perto de mim e me beijou enfiando com força a língua dentro da minha boca, passou a mão nos meus seios…Levantou depressa e foi caminhando em direção a um pequeno cômodo.Voltou com duas taças nas mãos e me entregou uma.

Alex saiu do banheiro enxugando o cabelo com a toalha, se sentou ao meu lado e bebeu um pouco do meu vinho, depois me deu um beijo e também enfiou a língua na minha boca.

Aberta a segunda garrafa e estávamos, um tanto, bêbados.humberto me puxou, deitando-me na cama e subiu em cima de mim, me beijando a boca, o queixo, o pescoço. Levantou meu top e começou a chupar meu peito com vontade.

Virou-me de bruços e mordeu minhas costas, até a hora em que puxou o amigo para meter a mão e a boca no meu sexo. Alex tirou a roupa e enfiou o pau na minha boca, enquanto Humberto abaixava meu shortinho e puxava minha calcinha para o lado para socar o dedo e a língua no meu ânus.

Os dois se juntaram e esfregaram aqueles mastros na minha cara. Tentei colocar os dois dentro da minha boca, depois me sentei na cama para masturbá-los enquanto batia cada um num lado do meu rosto.

Estava vendo a empolgação de Alex,queria animá-lo ainda mais. Puxei-o pelo braço e lhe dei um beijo bem gostoso na boca.Chupava um pouquinho o pau do Humberto e em seguida beijava bem gostoso a boca dele. Babava bastante e depois beijava ele.

Humberto se levantou e me puxou, colocando-me de quatro.Chupou bem gostoso meu clitóris e depois minha bundinha. Enquanto eu beijava Alex e massageava seu mastro.

Pedi para Humberto deitar e me deitei por cima dele, porém ao contrário num meia nove.Então Alex, enquanto o amigo me chupava, veio por trás de mim e, em pé ao lado da cama, cuspiu na cabeça da vara e socou no meu ânus! Nossa!

E ele foi socando com força e eu gemendo.De repente , saiu e ele enfiou de volta,e continuou socando bem gostoso. Na outra vez que o pau escapou, não o deixei colocar de novo.

Sem me avisar, de tanto tesão, Humberto encheu minha boca de esperma, quase engasguei… Mas continuei chupando pra não correr o risco dele parar de chupar a minha!

Um pouco depois, Alex se deitou na cama e subi em cima dele para cavalgar.Queria dar prazer aos dois… queria que ele gozasse.Ele sorriu e apertou minha cintura com força. Senti que ele estava para gozar.

O gozo foi total para os três.

Depois deitamos os três na cama e continuamos bebendo o vinho.

Fonte:Conto erótico enviado por uma seguidora anônima.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.

Masturbador

COMPARTILHAR
Artigo anteriorUma noite muito louca
Próximo artigoA primeira e deliciosa vez
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.