WhatsApp Loja Meus Fetiches

Meu policial favorito… Nunca pensei em escrever ou viver algo assim, mas o destino de vez em quando nos prega peças.

Sempre acompanhei a Meus Fetiches, aliás sou apaixonada pela página, por isso resolvi contar minha aventura.

Eu tenho um relacionamento de aproximadamente três anos com um policial. Nós dois somos casados e nossa história proibida começa mais ou menos assim:

No início era somente uma amizade como outra qualquer. Falávamos sobre nossos trabalhos, nossos respectivos casamentos e outros assuntos banais.

A questão é que esta ligação foi ficando cada vez mais forte. Logo percebemos que havia algo mais que uma simples amizade. Ele não conseguia ficar muito tempo sem me ver e vice versa.

Aos poucos, nossos diálogos foram tomando rumo mais picantes. O desejo entre nós dois era visível. Por enquanto era somente por mensagens, mas já não dava mais para esconder…

Estava vivendo uma fase muito ruim em meu casamento, ele na mesma situação. Até que um dia ele surgiu com uma ideia muito louca: pediu para que eu o encontrasse em outro lugar, longe da cidade.

Queria realizar nosso desejo. Concordei com esta aventura e fui…

Ele me pegou numa rua deserta, onde não haveria risco algum de sermos flagrados juntos. Assim que entrei no carro, fui surpreendida por um beijo de tirar o fôlego! E ainda disse: “Agora eu mando em você. Sou seu policial favorito…”

Fomos para um lugar remoto, não havia nada. A situação em si era perigosa, mas a adrenalina estava à mil. Não havia nada mais que pudesse impedir a gente de realizar todos aqueles desejos contidos durante tanto tempo.

Fizemos amor ali mesmo, no carro. Nossos corpos tinham sede um do outro! Beijos ofegantes e abraços urgentes não eram suficiente para tanto tesão… Assim que ele abriu a calça e expôs seu sexo pra fora, chupei-o com toda a vontade que tinha.

Fiz ele ir ao céu! Amei ver o quanto ele ficou louco com esta cena… Uma cara de safado sem igual. Ele me comeu de um jeito especial que nunca mais esqueci. Aquele dia foi demais!

Depois disso nunca mais paramos. Tivemos inúmeras aventuras depois deste momento. Até já me “prendeu” na delegacia, certa vez. Para todos, ele é um policial marrento, mas comigo é simplesmente maravilhoso.

Não vivemos um sem o outro, mas também não queremos nos separar de nossos cônjuges. Só queremos o proibido, o lado mais gostoso. Isso deixa a gente cada vez mais ligados. Creio que nunca vamos deixar de ser amantes um do outro…

Nós nos vemos quando temos oportunidades. Conversamos quando ele está de plantão, quando tem tempo ou qualquer chance que ele não está com a esposa. Guardamos juntos este segredo gostoso: ele é meu amante e sou dele.

Ele é o homem da minha vida. Sou completamente apaixonada por ele! A ironia do destino é cruzarmos de vez em quando pela rua, fingimos que nem nos conhecemos.

Só que entre quatro paredes, a história é bem diferente!

Conto erótico enviado por seguidora anônima.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.

Masturbador

COMPARTILHAR
Artigo anteriorConto Erótico: Encontro Inesperado
Próximo artigoMinha primeira vez
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.