WhatsApp Loja Meus Fetiches

Começamos a trocar mensagens pela internet. Fotos dali, vídeos daqui, aquela loucura de mensagens safadas e exibições pela web cam já estavam me deixando louca pra conhecê-lo pessoalmente.

Mas o que fez realmente despertar meu desejo de conhecê-lo foi descobrir que ele gostava de fotografar e filmar as transas que tinha. Quando me mostrou algumas das fotos, meu tesão foi nas alturas e tive muita vontade fazer igual.

Sempre quis brincar com a câmera na hora da transa, acho sexy e sou fã de fotos. Sou muito visual, nessa parte sou bem parecida com os homens, adoro filme pornô! Já imaginei um pornô só meu onde ele seria o ator e o diretor.

Conhecemos-nos pessoalmente dois dias antes do nosso encontro de fato. Foi muito rápido, porém o suficiente pra transparecer todo tesão que sentíamos á distância. E o fato de eu não poder tocá-lo, nem beijar aquela boca delícia dele, por estarmos em público, me deixou ainda mais louca de vontade.Ficamos naquela provocação proibida até que eu tive que ir embora.

Aquele dia a única coisa que me restou foi imaginação a mil, adrenalina correndo nas veias, muito tesão e o cheiro dele impregnado em mim. Precisávamos liberar todo aquele tesão acumulado o quanto antes.

Dia e horário marcado, e no caminho, as mesmas sensações familiares: frio na barriga, ansiedade e muita vontade de saber o que aquele homem faria comigo.

Encontramos-nos e ele estava ainda mais gato e mais cheiroso do que antes. Que delícia! Enfim ele seria só meu, adorou me ver de novo, ainda mais toda produzida só pra ele! Seguimos pro motel.

Já na porta do quarto a pegação não demorou muito pra começar. Tudo nele era sexy: o beijo, a pegada, a forma de olhar, de falar. Tirei a minha blusa, por baixo vestia um corpete preto, que nunca havia usado com ninguém, nem ao menos para o meu marido.

Quando me viu ficou ainda mais alucinado, tratou de arrancar o resto de roupas que ainda havia no meu corpo. Ele beijou meu corpo todo, cada centímetro da minha pele nua arrepiava quando ele passava a boca e a língua de uma forma sexy e suave ao mesmo tempo, me deixando louca querendo mais.

Olhava-me, admirava e dizia o quanto eu era linda, incrível, cheirosa, gostosa, branquinha e de pele macia. Ele tirou meu corpete, chupou e lambeu meus seios, segurando com vontade, arrancou minha calcinha e começou a me chupar. Eu já estava molhada, mas quando senti aquela língua quente, úmida e voraz, eu fui ao céu e voltei. Chupou gostoso, mas eu não podia gozar, não ainda.

Minha vez de deixá-lo louco com a minha boca. Que delícia de membro não perdi tempo e comecei a chupar e lamber suavemente, passando a língua e provocando.

Já estava louca de tanto excitação, e não via a hora de ter todo aquele membro dentro de mim. Atendendo meu pedido, foi deslizando gostoso pra dentro, me preenchendo de uma forma que há tempos não sentia. Ele metia devagar e eu sentia cada pedacinho e cada movimento daquele membro, ao mesmo tempo em que me dizia o quanto eu era deliciosa, molhada e incrivelmente apertada.

Eu já estava maluca de tesão, quando de repente ele pega o celular e aciona a câmera. Começaram os cliques, cada posição diferente era capturada pela câmera, nas mãos ágeis dele.

Entrei no clima da brincadeira e fiquei ainda mais excitada posando pra ele. Quando percebeu que eu estava perto de gozar ele voltou a me chupar. Não demorou muito pra eu me retorcer de prazer na língua dele…

Voltei a lamber e a chupar aquele membro gostoso, ele pediu pra gozar no meu rosto, não iria recusar um pedido dele e deixei que lambuzasse tudo, a ação foi devidamente registrada pelo celular dele. Não houve pausa pra descanso, nem ao menos uma conversa.

Minutos depois, lá estávamos, nós dois de novo querendo mais, insaciáveis, em todos os lugares do quarto: na cama, na hidromassagem e na mesa, em todas as posições possíveis: deitados, de lado, em pé. Tivemos relações sexuais de todas as formas que se poderia imaginar. Ele, como sempre me provocando, não me deixava gozar.

Foi aí que veio o segundo pedido especial: Queria me pegar por trás. Com muito carinho e cuidado me mostrou o quanto o sexo anal pode ser prazeroso, eu estava ali, totalmente entregue àquele homem.

Sabia o quanto estava sendo difícil pra ele se conter, tentou curtir cada segundinho que podia dentro de mim, enquanto nos olhávamos pelo espelho do teto, ele explodiu num orgasmo intenso, gemendo gostoso de uma forma que poucos homens conseguem. Caí para o lado, exausta. Que delícia de homem!

Todas as vezes que vejo nossos vídeos, dá uma vontade louca de fazer tudo novamente.

P.A.F.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.

Masturbador

COMPARTILHAR
Artigo anteriorUm ex colega
Próximo artigoMisterioso homem do carro preto
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.