WhatsApp Loja Meus Fetiches

Sábado á noite eu e meu marido fomos a um jantar dançante com alguns amigos. Sair e se divertir sempre é bom para um casal sair da rotina.

Tudo corria normalmente, dançávamos juntos e curtíamos junto aquele momento quando de repente senti sua ereção crescendo. Constrangido, ele pediu para voltarmos à mesa. Sorrimos, cúmplices! Coisas de casal…

Nos sentamos em seguida. Nossa mesa ficava ao fundo, ao lado da porta de saída. Havia tesão no ar e percebi que ele estava muito inquieto. Bruscamente ele me puxou pro seu colo e me beijou com tamanho desejo e paixão que fiquei tonta.

Ele me disse ao ouvido:

– Vamos! Precisamos sair daqui agora mesmo! – e me presenteou com um lindo sorriso safado. Adoro quando ele fica assim…

Saímos da festa e logo imaginei que iríamos pra casa resolver aquilo. Que nada! Seu desejo tinha pressa. Entramos no carro, ele pegou minha mão e pousou sobre sua ereção já pulsante e disse com o rosto ruborizado:

– Preciso de você, querida. Agora! – E levou a mão enorme dentro da minha saia. Percebeu o quanto aquela situação estava mexendo comigo. Então soltei:

– Também preciso de você. Te quero sempre! – e veio aquele beijo quente.

Com os dedos escorregadios da minha excitação, ele deu a partida e saímos dali.  Ele não pegou o caminho de casa como eu esperava. Guiou para um lugar adiante bem escuro e deserto. Não havia perigo ali. Parou o carro, desembarcamos e me agarrou.

Meu marido me beijava, mordia, levantou minha blusa e abocanhou meu seio. Estava louco de tesão. Desvencilhei-me dele e abri a braguilha da calça. Liberei sua ereção maravilhosa e sem mais, me deliciei, chupei toda sua extensão que pulsava em minha língua. Percebi que algumas gotas já saiam e parei. Não queria que ele acabasse ainda.

Tirei minha calcinha e levantei minha saia, me deitei de bruços no capô do carro então ele me penetrou, certeiro e forte. Delirava a cada estocada. Gemia, tremia.

De repente ele parou. Pediu que eu me virasse de frente pra ele e abrisse as pernas. Fiz como pediu e ele mergulhou sua língua em mim. Gozei loucamente na boca do meu homem. Sua barba dele me espetava, isso me matava de tesão.

Logo mais ele levantou minhas pernas e me penetrou fundo. Gemia alto, arfava. Era muito tesão e adrenalina juntos! Com as mãos ele apertava meus seios, minha bunda. Pediu que eu o beijasse e disse:

– Vou gozar e quero fazer isso totalmente conectado em você, minha pequena.

Tomou minha boca num beijo gostoso e começou a estocar ferozmente entre minhas pernas encharcadas. Senti-o gozando forte, intenso…

Abafou seu urro em meus lábios. Ficou sobre mim por uns minutos e depois pegou uma caixa de lenços no porta luvas. Começou me limpar, colocou minha calcinha e abaixou minha saia. Eu fiz o mesmo, limpei seu sexo, levantei a cueca e a calça.

Num beijo selamos aquela ligação única. Muito bom ter um marido assim. Melhor ainda quando ele me olhou e disse:

– Te amo, te adoro, te quero demais…

Fonte: conto erótico enviado por seguidora anônima

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.

Masturbador

COMPARTILHAR
Artigo anteriorVinte anos depois
Próximo artigoFantasiando um amante
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.