WhatsApp Loja Meus Fetiches
 Tudo começou com um convite inesperado e inusitado de Luigi no dia 22 de dezembro de 2016. Mesmo sem saber como e onde iriamos, já me deixara com uma sensação gostosa de arrepio pelo corpo e um frio na barriga que se alojara de uma forma avassaladora.
“Estou pensando em acampar entre os dias 26 à 31 de dezembro em uma praia bem legal (Guarda do Embaú/SC), topas cair nessa aventura comigo?” disse ele.
No dia 25 de dezembro, arrumei minha mala e fui ao reencontro daquele homem que tinha o dom de me deixar excitada, mesmo sem me tocar, o dom de me fazer suspirar apenas com uma mensagem de bom dia ou de boa noite.
Minutos antes do embarque, o frio na barriga aumentava, o coração já estava disparado, as mãos suando e a tremedeira pelo corpo parecia não ter fim. Aliás, eram sete anos sem se ver.
Então, chegou o grande dia, o dia do nosso reencontro, o dia que a nossa nova história seria escrita e lembrada até o último dia de nossas vidas. Na sala de desembarque, lá estava Luigi lindo como sempre à minha espera, com um delicioso sorriso naqueles lábios que em segundos voltariam a ser meus. Minha reação ao vê-lo foi apenas dizer:
– Oi, e dar-lhe um beijo apaixonado.
O engraçado, foi sentir seu corpo como o meu, tremulo, mãos suadas e coração disparado. Não conseguíamos nos conter em tamanha felicidade e êxtase quando nossos olhos se encontraram. Estávamos como dois adolescentes se encontrando pela primeira vez. Naquele momento sim, embarcávamos na sua aventura.
Chegamos em Guarda do Embaú, lugar lindo e paradisíaco, que me envolveu e encantou assim como a primeira vez que encontrei Luigi. Nossos olhares e toques ainda tímidos, transformavam se em pequenas provocações deliciosas e picantes que nos envolviam a cada minuto. Minha ansiedade aumentava, não via a hora de entrar para aquela barraca e me entregar em seus abraços e beijos. Era muita química e muito desejo, que ao nos tocarmos a explosão vinha à tona em nossos corpos sedentos de paixão.
Nossas afinidades e gostos idênticos, nossa química e nossa vontade de ‘nós’ eram perfeitas. Ao entardecer, já cansados por um dia intenso e agitado na praia com alguns amigos, chegamos no acampamento, tomamos um banho e sentamos frente a frente, olhos nos olhos e com o mesmo pensamento. O desejo era tão grande, que nossos olhares diziam um ao outro:
– Quero você! Quero você agora, ali dentro deitado(a) me esperando do jeito que eu gosto, do jeito que sempre foi nosso, que mesmo afastados um do outro esses setes anos, a nossa vontade não se perdera no tempo.
Começamos a nos beijar bem devagar para podermos sentir o gosto um do outro novamente. Então, Luigi lentamente começou a me tocar, delicadamente aumentando segundo a segundo aquela excitação gostosa que tomava conta do meu corpo. Seus dedos criavam vida por onde passavam, e o sorriso nos meus lábios e olhos eram nítidos, a ponto de não poder e não querer esconder. Seus toques ficavam mais intensos assim como nossos beijos molhados, que se deslizavam lentamente pelo meu corpo, fazendo de mim ali sua eterna Laura.
Olho no olho e um sorriso safado em sua boca molhada, senti sua mão e seus dedos tocarem meu sexo, um toque certeiro e delicioso cheio de prazer e encanto. Seus dedos e seu toque pareciam estar em uma deliciosa sincronia, uma dança sensual que me deixara com os lábios e meu sexo cada vez mais molhados de tanto prazer e vontade de tê-lo o mais breve possível.
Com minhas pernas tremulas, senti sua língua deslizando pelo meu corpo, pescoço, seios, barriga até o mais puro tesão daquele momento. Sua língua e sua boca tinham movimentos intensos e frenéticos que me deixavam num estado de êxtase e completa loucura por aquele momento, não tendo como não gozar em segundos.
Meu corpo tremia, e ao perceber que o clímax estava por vir, Luigi aumentou a intensidade daquela deliciosa chupada que me levara a loucura extrema e um gozo maravilhoso.
Nossos gemidos ainda contidos entre aquelas quatro paredes de (nylon), deixava transbordar o desejo e o tesão que tomava conta daqueles dois corpos sedentos. Encharcados de tanto tesão, Luigi com suas mãos fortes, levantou minhas pernas e finalmente tomou-me como sua. Seus sussurros no meu ouvido dizendo, “que saudades estava de ti”, aumentava ainda mais meu desejo por aquele homem.
 Com movimentos mais firmes, fortes, rápidos e profundos me deliciava segundo a segundo pedindo para que não parasse e que aquele momento não tivesse fim. Seus gemidos e sussurros aumentavam a cada penetração e sua voz ofegante me dizia:
– Vire-se de costas e fique de quatro pra mim!
Pedido aceito e mais que depressa atendido. Então, empinei ao máximo que pude meu bumbum para que sua visão fosse inesquecível e prazerosa. Virei me em sua direção, e pedi para que ele não parasse, e naquele momento pude sentir ele todo dentro de mim. Com seus gemidos cada vez mais intensos e transbordando de prazer, Luigi dizia que estava próximo ao gozo final.
A sensação de ser penetrada naquela posição, olhando para ele e sentindo seus dedos estimulando meu clitóris, aumentava ainda mais meu tesão por ele. Luigi então, me dava o segundo presente daquele entardecer maravilhoso, o segundo gozo só que desta vez junto com ele.
Se existia ainda a sensação de um espaço vazio entre nós, naquele momento ele foi verdadeiramente preenchido, naquele gozo duplo, onde podíamos sentir a entrega total de ambas as partes, sem vergonha e sem pudor daqueles dois corpos ardentes em fogo.
O cansaço tomou conta de nós dois, mas o sorriso em nossos olhos e nossos lábios eram mais fortes. Lado a lado permanecíamos, até recuperarmos nossas forças e repetirmos tudo novamente. E em um único sussurro eu dizia à ele:
– Sou sua, todinha sua!
E com um lindo sorriso, ele me dizia:
– Eu sei que é.
Conto erótico enviado por seguidora anonima.
Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.

Masturbador

COMPARTILHAR
Artigo anteriorNossa primeira transa
Próximo artigoAventura Prazerosa
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.