WhatsApp Loja Meus Fetiches

Eu tinha acabado de sair de um relacionamento. Precisava espairecer a cabeça de todo e qualquer tipo de preocupação e estava naquela fase de (novas) descobertas, conhecendo várias mulheres.

Esta mulher, em especial, estava me chamando bastante atenção e resolvi investir um pouco mais… Estávamos no segundo encontro com ela, papo bacana, companhia agradável. Já tínhamos tido várias conversas picantes pelo WhatsApp e nosso desejo estava à mil! Depois de tantas diretas (retas e eretas), ela decidiu aceitar o convite para transarmos.

Marcamos o dia. Fomos a um barzinho antes, próximo ao motel. Lá conversamos, trocamos ideias e carícias discretas, bebemos e comemos… Após uma hora, mais ou menos, resolvemos ir ao nosso local secreto. Não via a hora de poder arrancar aquela roupa e matar toda a minha vontade!

Ela levantou e pediu para ir ao toalete. Na certa iria aprontar alguma, coisa típica de mulher. Esperei à mesa, ansioso pelo seu retorno, conta paga, dedos tamborilando na mesa. Tempo passa devagar quando a gente tem pressa… Eis que ela volta com um sorriso tímido no canto dos lábios, dizendo que menstruou. Sinal vermelho para nossos planos.

“Poxa vida, logo hoje!” foi o primeiro pensamento que veio à minha cabeça. Ainda lembro que ela disse que estava bem perto de vir. Confesso que fiquei um tanto triste com esta situação, pois estava louco de tesão… Mas nem tudo é perfeito!

Ela pediu desculpas, respondi que não era culpa dela, sem problema. Fui levar ela para casa. Quem sabe na próxima, não é? Só que ao entrar no carro, ela não se fez de rogada. Seu olhar safado já denunciava que alguma arte estava por vir.

Nossa excitação estava explícita! Em meio aos amassos no carro, passei a mão no seu sexo. Estava toda molhada e macia, do jeito que eu gosto! Meu membro estava latejando dentro da calça, querendo partir para o ataque a qualquer custo! Sua boca me enlouquecia… Seu beijo era quente, molhado. Sua língua invadia a minha sem permissão alguma, me mordia no canto da boca, no queixo, me lambia…

Ela colocou seus seios fartos para fora. Que visão deliciosa! Minhas mãos só queriam saber de passear por ali, enquanto as suas mãos procuram o zíper da calça. Imediatamente meu membro saltou pra fora e ela se abaixou um pouco.

Começou a me chupar bem gostoso. Sentia a ponta da língua percorrer cada centímetro, me arrepiando todo e pedindo mais. Sua mão delicada acompanhava o ritmo da boca, ela chupava e me masturbava de uma forma frenética. Fechei os olhos para sentir todo aquele prazer indo e vindo no meu sexo…

Até que eu disse: “Tira a boca que eu vou gozar”… E a resposta veio safada e inesperada:

– Pode gozar. Vou engolir cada gota de você!

Diante daquelas palavras que adoro ouvir, o gozo veio rápido, quente, gostoso! Não resisti ouvir aquilo… Agora eu pergunto: Quem disse que sexo é só penetração? Nada como a criatividade para resolver todo tipo de imprevisto.

Fonte: conto erótico enviado por seguidor anônimo

E então, gostou deste texto? Comente logo abaixo o que achou desta aventura.
Quer ver seu texto publicado aqui em nosso blog?
Convidamos você para visitar nossa página no FACEBOOK 
e também nos acompanhar através do INSTAGRAM.
Diariamente muitas novidades para você! 

Masturbador