WhatsApp Loja Meus Fetiches
Preciso dividir com vocês esta experiência! Agora são exatamente 3:45 da madrugada. Estou escrevendo esse texto diretamente da cama do meu anjo, o Gato da Academia.
Ontem o meu  dia começou tenso com brigas e discussões logo na primeira hora. Meu marido começou o caos às 6:30  da  manhã com gritos e grosserias simplesmente por estar atrasado para o trabalho e não lembrar onde guarda suas coisas.
Claro que aquilo me deixou muito chateada. Passei o dia todo esperando uma ligação dele, uma mensagem, um pedido de desculpas pela estupidez que havia me tratado antes de ir trabalhar.
Mas  isso não aconteceu. Meu marido chegou às 19:00  horas, entrou e sem me notar, não disse uma só palavra. Como sempre estava esperando um carinho. Eu não mereço ser tratada assim. Sou carinhosa, romântica  e a rispidez com que sou tratada me deixa frágil, depressiva, muito triste.
Fui pro chuveiro e chorei muito, até as lágrimas se misturem à água me banhava naquele momento. Depois do banho mandei uma mensagem para o meu garoto da academia.
Muito carente, falei: “Anjo, vou dormir aí com você hoje!”
Esperei meu marido dormir  no sofá e saí de fininho. E aqui estou  ao lado do meu anjinho lindo, depois de um sexo maravilhoso.
Cheguei na casa dele e fui recebida com carinho. A noite foi perfeita como das outras duas vezes .
Primeiro ele ouviu eu desabafar todos os meus problemas. Contei tudo como havia acontecido, sobre aquela briga pela manhã, uma discussão  banal e sem fundamentos.
Ele me fez rir, me deu carinho e muitos beijos. Quando estávamos nos preparando pra dormir, senti um volume dentro do short dele: “Anjo, o que é isso? Você está excitado”? Malicioso, ele respondeu: “É esse seu cheiro que me deixa assim.”
Beijei aquela boca gostosa com mais desejo ainda e nosso tesão foi aumentado.  O que era um carinho passou a pegar fogo! Comecei fazendo um boquete delicioso nele, apreciando cada centímetro… Quanto  mais ele gemia, mais entendia que estava no caminho certo. Eu sei que ele adora minha boca!
Então ele sugeriu revezarmos e disse: “Agora vem! Senta aqui e deixa eu te chupar!”
Sentei na cara dele! Enquanto ele me chupava com muito gosto, eu me esfregava na cara dele. Nessa hora, já estava em estado de êxtase, completamente molhada e com muito vontade de gozar na sua boca.
Depois partimos pro 69. Nossa, me diz como eu não me apaixonar por esse garoto? Língua por todos os lugares… Ele me dizendo, todo ofegante o quanto eu era gostosa em todos os sentidos!
Ouvir isso aumentou ainda mais o meu prazer de estar ali, sem medo, sem culpa e sem arrependimento. Chupei seu pau até ele gozar na minha boca. Como nas outras vezes, eu não tive nojo . Antes nunca ninguém havia  gozado na minha boca. Eu nunca permiti isso, pois sempre tinha nojo. Com ele é tão natural. Sensação gostosa, plena de paixão e desejo.
Depois  do sexo fomos tomar um banho gostoso. Dormimos de conchinha. Adoro tudo nesse menino, a boca, o sorriso, o abraço.  Ele é tão sensível e ao mesmo tempo um “homão da porra “. Fico olhando pra ele enquanto dorme…
Sinto seu cheiro, sua respiração. Tem um jeitinho que eu amo e dá uma vontade de levar pra casa, cuidar e proteger. Pela manhã, acordei ele com um beijinho:
– Acorda, Preguiça! Vamos pra academia malhar.
Ele me respondeu manhoso que não queria levantar. Passei a mão em seu corpo e  logo constatei pau duro: “Humm… Você acorda sempre assim?”
“Com você passando a mão fica ainda melhor!” Ele respondeu. Claro que isso deu início a uma gostosa rapidinha antes de irmos para a academia.
É muito excitante malhar ao lado dele e  fingir que mal se conhece.  Ele me trata com respeito e educação o tempo todo . Às vezes trocamos olhares mais profundos como se soubéssemos o que o outro está pensando.  Isso me excita muito! Fico constantemente molhada ao lembrar do poder que aquela boca tem.
Dias atrás uma “amiga” da academia veio perguntar se havia algo entre nós. Neguei imediatamente e perguntei o que levou ela a pensar tal coisa.
Ela comentou que percebe os olhares dele para mim, que isso não é normal e que há química entre a gente. Fui obrigada a negar tudo. Disse que ela tem uma imaginação fértil. Mal sabe ela que a gente se pega (e se pega gostoso).
Tenho 42 anos e ele tem 23 aninhos! Não sei quanto tempo essa aventura vai durar. Espero que dure o tempo suficiente pra tornar inesquecível e que depois que terminar fique entre nós uma linda amizade. Adoro esse menino e quero muito bem dele. Desejo de coração que ele seja muito feliz perto ou longe de mim.
Como eu não tenho amigos pra dividir essa experiência e também é um caso secreto, resolvi dividir com vocês, leitores do Meus Fetiches.
Conto erótico enviado por seguidora anônima.

Masturbador

COMPARTILHAR
Artigo anteriorComo dois namorados
Próximo artigoPaixão que vale riscos
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.