E-book Contos Fetiche: Histórias Deliciosamente Reais

Recentemente tinha me separado, pois meu casamento já estava desgastado na verdade um homem específico chamava minha atenção, ele meio que me esnobava, eu deixava bem claro que desejava ele com toda pulsação do meu corpo.

Eu já tinha desistido dele e estava em busca de uma grande aventura, naquela noite estava disposta a sair em busca de um novo alvo, chamei uma amiga pra balada soltei meus cabelos compridos e vermelhos cor de fogo, vesti um short-saia curtíssimo que valorizava meu bumbum avantajado deixando minhas pernas exposta e um decote provocante daqueles que diz “me use”.

Mal começou a noite, eu peguei uma bebida e fui pra pista dançar, eu dancei, como se não soubesse mais o que era aquele gosto de liberdade, até que meu telefone vibrou, mal pude acreditar, sabe o tal cara? Bebeu umas e outras e estava “mandando” eu ir pra minha casa encontrar com ele, senão ele iria me buscar na festa pelos cabelos. Deveria ter dito que agora era tarde que ele só me procurou porque estava bêbado, mas a verdade é que aquela autoridade me deixou excitada tava louca pra mostrar pra ele o tempo que ele tinha perdido e o quanto meu desejo tava me dominando.

Despedi-me de minha amiga que já tinha se arrumado e voltei pra casa correndo ao chegar a casa foi só nos tocarmos que o desejo um pelo outro explodiu. Fomos para o quarto, eu molhada de desejo, mas me sentindo um pouco retraída, mas quando ele encostou-se a mim, mil fagulhas se acenderam dentro de mim, e desesperadamente, o desejo só aumentava a cada toque e beijo gostoso, que eu lhe dava, não resisti e cai de boca no seu mastro duro e latejante proporcionando lhe a melhor chupada de sua vida que o fazia gemer e se contorcer puxando meus cabelos e me dando a certeza de um ótimo trabalho, não via à hora de senti-lo dentro de mim.

Subi nele e comecei a cavalgar e a rebolar gostoso, que delícia, um prazer que à tempos não conhecia, aquele mastro gostoso, quente e latejante dentro de mim, queria transar com ele eternamente, aquele gostoso me virou do avesso e me lambeu inteira e cada mordida que ele dava, o meu corpo queria gritar de prazer e quando ele desceu, ele parecia conhecer meu sexo como ninguém, aquela chupada que te faz pular de vibração, cada lambida parecia espalhar faíscas no meu corpo, e eu gozei milhões de vezes, ele me puxou os cabelos, me mordeu, me deu tapas, me virou e me comeu de todas as posições possíveis nunca tinha ido tão longe, era noite e de repente o dia já tinha amanhecido e nem percebemos, e eu estava ali entregue.

Por anos eu vivi aquela relação cômoda e fria, mal acreditava que eu estava ali, experimentando novas sensações, novos desejos com uma nova pessoa, eu não tive medo, nem vergonha e muito menos pudor apenas deixei meus desejos me levarem. Perdemos as contas de quantas vezes gozamos, meu corpo não tinha mais forças, sem duvida nenhuma que aquela era a melhor foda da minha vida.

Que saudade dele, ainda acordo molhada, toda vez que ele visita meus sonhos!

“Conto erótico enviado por autor anônimo”

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.