Por momentos sinto meus sentidos alertas e desperto com suas mãos me acariciando. Tocam levemente meus mamilos descendo suaves e mornas… Por um breve momento surge uma pausa com um “click” característico, retornam agora massageando meu p… fartamente lubrificado dando sinais de desejos incontidos e a certeza de alguma má intenção. Passo minhas mãos em seu corpo, vagarosamente, sua pele responde ao mínimo toque,

A atmosfera é quente e provocante. Seus quadris se posicionam lateralmente e iniciam uma movimentação suave e ritmada culminando ao final de cada ondular em direção ao meu p… Penetro-a encaixado em suas costas, afastando suas nádegas delicadamente para fora, mergulhando profunda, continua e vagarosamente até sentir todo o seu calor tocando a base da minha pélvis.

Tenho vontade de beija-la, cheirar todo o seu corpo, dar pequenas mordidas. O movimento de vai-e-vem de seus quadris enlouquecem minha libido. Sinto-me rígido e pulsante, meu sangue borbulha acompanhado de alterações respiratórias. Estamos agora em uníssono a caminho do orgasmo. Desejo prolongar mais a sensação e retiro-me de súbito, escutando em seguida sua voz macia e calorosa.

– Você me preenche toda…

Aquelas palavras me excitaram ainda mais, precisei concentrar-me, contar carneirinhos e imaginar os nomes de todos os anões de todas as fábulas do universo!

Suas delicadas mãos procuram novamente pelo meu pênis e o conduzem suavemente para uma outra delícia. Seus gemidos e sussurros me dão o conforto de saber que me deseja atrás. Suspira e movimenta suas belas curvas, a cabeça oscila para cima e para baixo a cada lenta penetração. O prazer é indescritível! Sinto uma onda de calor irradiar por todo o meu corpo vibrando num gozo longo e intenso no interior das suas nádegas.

Escuto novamente seus sussurros compassados em tempos iguais às ejaculações.

– Gostoso… Goza na parte de trás, goza, goza mais…

Meus olhos fecham-se a ponto de me perder em um colapso dos sentidos. Nesse momento, um dos seus braços me envolveu de revés segurando-me suave porém decididamente naquela posição enquanto com o outro masturbava-se intensamente em frenéticos círculos até seu corpo convulsionar por inteiro, vibrando em um ritmo e frequencia similares ao meu, sussurrando.

– Me come, ai, mete em mim, me come, me come toda…

Conto erótico escrito/enviado por Ophirde – 01/06/2013
Fonte Imagem de Capa: Reprodução / Facebook

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorApenas Colegas – Conto Erótico
Próximo artigoDesejo Incontrolável – Conto Erótico
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.