Trabalho como secretária em um pequeno escritório de advocacia. Normalmente, fico no trabalho até meu chefe ir embora, pois respondo diretamente á ele.

Saulo é um homem muito bonito e charmoso. Ele é casado á alguns anos, porém , desde que trabalho para ele ,sei que traí sua esposa , periodicamente.

Em uma noite de fechamento de mês, trabalhei até tarde para terminar relatórios e arquivar documentos. Envolta no meu trabalho ,imaginei que meu chefe já tivesse ido embora.

A porta de sua sala estava com a porta entreaberta,mas as luzes estavam desligadas… menos a do computador.Olhei para a tela e  vi no computador que havia documentos a verificar. Fui fazer o fechamento e topei com vídeos caseiros.De cara vi que era para maiores…

Quase desmanchei de tesão. Quando percebi que não estava sozinha, vi , ao longe, seu olhar sobre mim.Lá estava ele ,parado na porta que ia para a biblioteca.Encarava com um olhar, até, sensual. Existia um certo prazer em seu olhar, como se ele ficasse satisfeito por eu ter visto aquele vídeo.

Saiu do seu lugar e veio em minha direção. Seus olhos ferviam.

Acendeu a luz de uma lâmpada próximo á mesa.Na claridade pude ver o quanto ela estava excitado, pois algo crescia no meio de suas pernas… um enorme volume.

No começo fiquei sem jeito , mas depois a adrenalina percorria meu corpo. Meu chefe chegando perto de mim e sussurrando: “Que tal tirar esse vestido?”.

Devagar, me colocou em pé,virei de costas para ele e começou a abrir o zíper do vestido. Enquanto abaixava, passava a mão por todo meu corpo, me deixando arrepiada. Quando me virei, novamente, ele já estava nu e beijou de uma maneira que me desarmou.

Sentei em sua mesa e ele me deitou nela. Com habilidade, ele beijou meus seios, coxas e se deteve no meu sexo. Fazendo um sexo oral maravilhoso… digno de sua experiência.

Colocou seus dedos em mim e foi manipulando , ao mesmo tempo que sua língua passava no meu clitóris de cima a baixo, porém não deixou que eu atingisse o orgasmo.

Ele parou de lamber e, rapidamente, me penetrou.Num ritmo interminável, eu chegava ao ápice do orgasmo , mas ele continuava.

Aquele homem sabia o que estava fazendo!

Juntos, chegamos ao clímax e desabamos em sua mesa.Quando terminamos , fiquei pensando no que tinha feito. Já era tarde para pensar nisso.

No outro dia, fui convidada para fazer “horas extras”. A primeira de muitas que fizemos.

Fonte: Conto erótico enviado por uma seguidora anônima.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorLíngua mágica
Próximo artigoLouco para ver a esposa com outro
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.