E-book Contos Fetiche: Histórias Deliciosamente Reais

O que eu quero contigo não começa na cama. Começa bem antes num jogo de sedução, com brincadeiras onde duas pessoas sabem o que querem, mas adiam prolongando o prazer da conquista.

Começa num bilhete ou numa mensagem, um convite pra um cinema ou um jantar, um passeio sem grandes produções mas que aproxima e aquece. Começa com toques delicados: um braço sobre o ombro, uma mão na coxa enquanto dirige, um beijo no sinal que fecha e aquele gosto de “quero de novo”, quero mais e mais demorado… Aqueles dedos que brincam com o cabelo na nuca e acariciam o pescoço, descendo lentamente pelas costas ate descansar na cintura. Assim que é gostoso!

Sedução é como uma musica lenta pra fazer de conta que está dançando, quando na realidade se esta experimentando o calor, a pele, o ritmo… É parar e olhar pela janela, sentir outro corpo encostar-se ao meu e vagarosamente se movimentar, fazendo perceber o desejo que esta ali: forte, pulsando rijo, colado na minha bunda. É ser delicadamente acariciada, sentir o pescoço beijado e a barba macia, a respiração pesada de tesão sussurrando no ouvido que me quer.

E então depois de me beijar assim, voce me leva lentamente até a cama, mas antes de me deitar nela, tira minha roupa deixando apenas a lingerie. Minha pele branca parece ainda mais branca na penumbra, para você correr os dedos nela provocando um arrepio delicioso, um suspiro… E só então nos deitamos na maciez de lençóis frios, com seu corpo colado ao meu e sua boca procurando a minha em um beijo longo e doce…

Como se quisesse absorver tudo o que sinto desta maneira. Eu tento encostar-me mais ainda em voce como se pudesse me misturar ao seu corpo que ainda esta vestido… Avidamente desabotoo sua calça e tiro a camiseta que veste… Desta maneira posso perceber seu desejo lutando pra se libertar.

Tento tocar em você, mas suas mãos me impedem. Você as segura e coloca acima de minha cabeça, ficando dessa forma ainda mais exposta a seus carinhos. Você beija meu colo e desce tocando a pele que aparece acima do sutiã. Com uma das mãos desabotoa o que incomoda e faz com meus seios fartos fiquem ali, prontos para serem beijados.

Sua língua toca um mamilo e saboreia a textura, que se modifica na sua boca, ficando rígido e arrepiado… Soltando minhas mãos você percorre agora minha barriga, dando beijinhos e leves mordidas, lambidas delicadas em toda a extensão ate chegar à calcinha que cobre parcialmente a parte de meu corpo que esta ardente e úmida de desejo…

Sua língua percorre as margens do tecido, sentido o gosto e o cheiro da pele, então delicadamente você tira a ultima peça de roupa que eu visto. Fico ali, totalmente disponível a seus olhos, que me olham como se eu fosse alguma obra de arte rara. É assim que me sinto sob suas mãos e seu olhar…

Esqueço que não faço parte do time padrão, mas que sou totalmente linda e perfeita nesse instante… Descendo suas mãos sobre meus quadris você me toca sem pressa… Seus dedos acariciam a pele fina da virilha e seus lábios seguem o mesmo caminho, sem, no entanto chegar muito perto de onde quero. E nesse instante voce resolve parar…

Para e sai da cama, e eu fico ali olhando em expectativa o que voce fará a seguir… Equilibrando-se você tira as meias, em seguida é a calça, ficando apenas de cueca voce abre uma embalagem que eu ainda não havia visto… De dentro dela tira um vidro pequeno que não sei o que é, tira tambem uma espécie de lenço escuro, e algo parecido com uma máscara. Falando baixinho me diz para não ter medo, não vai me machucar.

Apenas quer aumentar meu prazer. Dizendo isso pega meus pulsos e os amarra com o lenço fixando as pontas em algum lugar da cama. Em seguida cobre meus olhos com a tal mascara e com isso deixo de ver o que se passa ao meu redor. Ouço você se movimentar ali perto, nos pés da cama e logo após sinto um suave perfume e você tocando meus pés. Parece ser um óleo perfumado e o cheiro lembra canela e caramelo.

Sinto a massagem nos meus dedos, um por um você os manipula, às vezes tocando a sola outras a parte de cima dos pés. Quando se da por satisfeito pára mais um pouco. Deve ter colocado mais do óleo nas mãos porque sinto a massagem recomeçar, agora subindo pelos tornozelos, pernas, joelhos e mais pra cima alcançando as coxas. A essa altura eu já estou toda molhada e tremula de desejo…

Mas seus cuidados ainda não terminaram e você passa os dedos untados pela parte interna das minhas coxas, tocando suavemente minha intimidade, sem, contudo tocar-me realmente. Deita-se sobre mim e me beija com tanta paixão que perco o pouco fôlego que ainda tenho, sentindo em minhas coxas seu membro rígido e pulsante… Eu quero senti-lo, mas você desliza e volta a massagear-me la embaixo…

Seus dedos acariciam meus lábios e muito lentamente me penetram… Abro mais as pernas e arqueio o corpo pedindo mais. Sinto então sua boca me tocar, sua língua encosta naquele ponto que concentra tanto prazer, movimentando-se em círculos e finalmente chupando e lambendo o local onde parece que toda minha energia se concentrou. Quando faz isso sinto uma forte contração e uma explosão de sentidos me faz contorcer o corpo.

Fico ali pulsando, mas você não para e novamente a onda de sensações me carrega. Voce tira seus dedos de dentro de mim, mas ainda estou amarrada e não posso ver o que você esta fazendo… O colchão cede e te sinto perto, muito perto, mas sem me tocar agora.

O fato de não poder ver aumenta mais ainda minhas expectativas. Você espera, retomo o fôlego e relaxo um pouco, então voce desamarra minhas mãos mas não deixa eu tirar a venda dos olhos. Finalmente posso te tocar e minhas mãos percorrem seu rosto, sua barba macia , seu pescoço. Não te vejo mas te sinto.

Devagar vou descendo e passando a língua pelo caminho sentido seu sabor, um gosto de sal com cheiro de homem… Encontro seu membro, grande, duro e pulsando… Toco com a língua a pontinha dele e sinto seu gosto, contorno toda a cabeça colocando devagar na boca, pra o sentir contrair um pouco.

Com ele todo na boca faço um movimento de entra e sai ouvindo voce gemer, e esses gemidos me deixam mais louca… passo a língua em toda a extensão dele e coloco na boca suas bolas uma de cada vez enquanto minha mao não abandona seu membro… Dou uma lambidas ali logo abaixo e voce contrai.

Coloco tudo na boca e recomeço a chupar com muita vontade, mas você me impede, me deita na cama,tira a mascara e deita sobre mim.

Afasta minhas pernas, ergue meu quadril e coloca bem devagar, respirando fundo e se controlando começa a se mover cada vez mais rápido, ate que num movimento forte se entrega totalmente a este momento. Vejo seus olhos fixos nos meus enquanto está montado em mim. Sinto cheiro de sexo… nosso sexo gostoso! Sempre repleto de intensidade no ar… Penetra-me fundo que sinto uma leve dor; a dor de quem está gostando de tudo aquilo.

O que eu quero contigo não começa na cama… Iniciou naquele dia que cruzei com teu olhar pela primeira vez… e se concretiza agora, neste momento, deixando um pouco de você dentro de mim, nesta explosão de gozo intenso… Selada com um beijo em meus lábios me dizendo baixinho:

– Agora você é minha mulher!

Conto erótico escrito por Morgana M.P.  – 30/05/2013

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.