E-book Contos Fetiche: Histórias Deliciosamente Reais

Começamos a namorar cedo, com 17 anos. Éramos vulcões prestes a provocar estragos, nossa química sempre foi boa, mas sempre conseguimos nos controlar.

Por volta de Novembro de 2013, mesmo ainda namorando, entramos numa crise feia onde brigávamos muito, então decidimos dar um tempo.

Nós sempre passamos finais de anos juntos com a família e nesse ano não foi diferente, apesar de separados. Minha família havia convidado ele para a festa de Natal e ele aceitou, apesar de contrariado, pois não queria dar margem para mais brigas, e eu, claro, também optei pela paz naquele dia.

Após a meia noite todos começaram a se despedir e ele não fez diferente e foi embora. Eu ainda fiquei mais um pouco, pois estava com um casal de amigos. Quando decidir ir embora convidei o casal para posar na minha casa, mas antes pedi que me acompanhassem até a casa do Paulo (fictício), pois queria ver os pais dele, então fomos caminhando.

Chegando lá falei com os pais dele, conversei um pouco, tomamos mais um pouco de champanhe e quando perguntei sobre o Paulo fui informada que já havia subido para o quarto. Pedi que o casal de amigos esperasse um pouco, pois iria passar alguns recados referente às contas que tínhamos juntos e subi.

Um detalhe que esqueci: o Paulo estava numa fase onde se dedicava totalmente a religião e com isso só teria algum tipo de relação mais intima após o casamento.

Chegando ao quarto, bati na porta, ele me recebeu e pediu para que eu entrasse.Conversamos algumas informalidades, disse a ele que sentia muito a sua falta e que não sabia viver sem ele.

Fui me aproximando mais dele sentei mais perto, comecei a falar com meu jeito meloso que ele conhecia muito bem.

Cheguei bem mais perto e sussurrei no ouvido dele, perguntando se ele não sentia minha falta e se ele não queria me possuir naquele momento. Pude ver claramente o pacote entre as pernas dele crescendo a cada palavra que eu dizia, então pensei: “É agora ou nunca”.

Naquela época eu era virgem, nunca tinha feito sexo e nem sexo oral na minha vida, só tinha visto em filmes. Não pensei duas vezes, seria minha oportunidade. No início ele resistiu um pouco, não queria, mas apesar dele pedir muito que eu parasse, não o obedeci.

Comecei beijando ele e fui descendo tirando sua camisa percorrendo pelo seu corpo até chegar na sua calça. Ele pedia para parar, mas ao mesmo tempo estava gostando. Abri sua calça e seu membro estava quase saltando de sua cueca, dei leves beijos para deixá-lo mais excitado. Fui tirando e passando a língua bem devagar naquele membro grosso e grande.

Estava adorando ver sua cara de satisfação e prazer quando eu colocava todo na boca e chupava bem devagar, ele se contorcia de dor na consciência e ao mesmo tempo prazer. Comecei a aumentar o ritmo de vai e vem até que ele não se agüentou mais, e me agarrou pelos cabelos e começou a “foder” minha boca como se fosse à última vez que faríamos aquilo.

Chegou a um ponto que nem eu conseguia mais me controlar, dava pra ver o prazer que eu proporcionava para aquele homem que um dia fora meu e que um dia poderia ser meu novamente.

Então comecei a abocanhá-lo com muita vontade até que quando percebi ele já estava contorcendo o rosto e pedindo que eu parasse, pois iria gozar. Foi ai que eu coloquei as duas mãos e o segurei bem firme na minha boca esperando que ele me desse o seu mel.

A principio, ele ficou assustado até tentou tirar, mas não deixei e pedi que ele gozasse… Então ele não resistiu e gozou como nunca na minha boca, apesar de eu não ter engolido, me certifiquei que ele tivesse gozado tudo na minha boca.

Após um momento de descanso, nos beijamos furiosamente, e naquele momento ele se abriu e falou o que estava sentindo e me pediu em casamento. Hoje somos muito felizes juntos e temos uma vida sexual maravilhosa.

Conto erótico enviado por anônima.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorMinha perdição – Conto Erótico
Próximo artigoSem tempo a perder – Conto Erótico
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.