E-book Contos Fetiche: Histórias Deliciosamente Reais

Estávamos em uma festa de aniversário do filho do nosso chefe. Ele era meu colega de trabalho e já tínhamos ficado outras vezes sem que ninguém soubesse.

Nesse dia parecíamos que estávamos dispostos a fazer de tudo para ficarmos juntos de novo. Literalmente, o desejo estava à flor da pele e quase não havia jeito para disfarçar.

Durante a festa ficamos nos olhando discretamente. Para manter as aparências não chegamos perto um do outro. Em certo momento quando todos estavam reunidos, não resistimos…

Estávamos eu e ele, no meio da galera, encostados no carro e abraçados. O clima era com muita risada e conversa. Não me aguentei com toda aquela proximidade e comecei a passar a mão na sua perna. Provocava-o falando besteiras no seu ouvido.

Senti que ele estava cada vez mais excitado e o volume da sua calça aumentou. Eu tentava me segurar para não agarrar ele ali mesmo. Seu sexo já estava duro e pronto para me comer…

Ficamos nesse jogo a festa toda. Já era tarde quando todos decidiram dormir. Eu estava em um colchão de casal no chão bem no meio do quarto com mais quatro pessoas. Ele ficou em um beliche logo ao lado.

Quando apagamos as luzes, sorrateiramente ele se deitou no colchão comigo. Em seguida começaram as brincadeiras embaixo do cobertor. Beijos praticamente silenciosos, acompanhados de sussurros contidos de tesão… Ele me deixava louca! Tentando fazer o mínimo de barulho um tocava o outro.

Meu colega enfiava a mão dentro da minha calça me masturbando… Falava no meu ouvido que iria me comer bem devagarzinho, ali mesmo com os outros dormindo no quarto. A tentação era muito forte!

Depois de um tempo nessa brincadeira, ele abaixou minha calça. Nosso risco era calculado, por isso tínhamos o maior cuidado ao fazer certos movimentos e barulhos. Já estava toda molhada de tesão quando ele me penetrou. Colocou a mão em minha boca para que não escapasse nenhum gemido.

Começou devagar, mas com o calor e a excitação aumentou o ritmo. A tensão era maior só de imaginar que alguém nos visse. Embaixo dos lençóis, eu viajava naquela loucura de transar na casa do meu chefe com outras pessoas dentro do quarto.

Não consegui segurar o êxtase que se aproximava… Explodimos juntos num orgasmo tão intenso que cheguei a ficar tremendo. Ele me beijou com um desejo que não conhecia.

Ninguém acordou. E aquela noite ficou com um gostinho de quero mais…

Conto erótico enviado por seguidora anônima
Fonte Imagem de Capa: Reprodução / Facebook
Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorMeus extremos – Conto Erótico
Próximo artigoTarde profana – Conto Erótico
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.