E-book Contos Fetiche: Histórias Deliciosamente Reais

No meu aniversário de 30 anos, meu marido Alan, resolveu dar uma noite de rainha.

Estava no meu trabalho,e recebi um enorme bouquet de rosas vermelhas e junto dele um cartão dizendo pra eu não me cansar muito porque a noite seria longa.

Animada, me arrumei toda. Quando ele chegou a noite, disse que queria me ver com uma mulher. Ele sabia que eu tinha esse lado bissexual. Sempre olhávamos pra mulheres em bares e restaurantes e brincávamos com isso, mas não nunca tinha passado de provocações.

Mal acreditei que ele estava dizendo aquilo, então fiquei pensando em quem chamar, pois não queria ir pra cama com uma estranha.

Tinha uma amiga, a Bia, do meu trabalho anterior. Eu tinha dado uns beijos nela em minha casa depois de algumas cervejas no passado. Ela sabia que eu não era nenhuma santinha e além do mais, era gata. Fiz a proposta para ele, que logo de cara aceitou (afinal, ela é um tesão).

Liguei e a convidei pra um jantar em comemoração ao meu aniversário. Ela topou e fomos a um restaurante fino. Comemos, bebemos, depois fomos a um pub bem divertido. Várias cervejas e já queríamos ir pra outro bar… Assim ficamos meio altas depois de alguns drinks.

Meu marido não bebe e só aproveitava cada minuto. Eu via o olhar dele em nossa direção, cheio de tesão e lascívia. Ela vestia calça jeans apertadinha e uma blusa preta com seu decote generoso. Eu sempre sentada ao lado dela, ficava comendo com os olhos. Ela percebeu e nos chamou de tarados.

Quando meu marido viu que estávamos bem “altas”, disse que era hora de ir. No carro, ela ficou perguntando pra onde iríamos. Eu comecei a beijá-la, não falei nada… Meu marido nos olhava do banco da frente. Ele estava muito excitado.

Eu queria arrancar aquelas roupas e comer ela ali mesmo. Ela estava sem jeito. Ás vezes aceitava o beijo, às vezes se esquivava. Chegamos no motel e ela falou que éramos loucos. Respondi que sim.

Meu marido nos serviu um vinho. Enquanto ele pegava a bebida, eu arrancava a roupa dela e tirei minha calça também. Fiquei apenas de calcinha e blusa.

Ela ficou parada, enquanto eu a beijava suavemente e tirava suas roupas. Minha amiga estava vermelha, envergonhada, mas eu assumi o papel de dominante. Elogiava cada parte do seu corpo. Os seios tamanho médio enchiam a minha mão. Os meus são grandes e fartos, meu marido adora.

Naquela noite, eu não queria apenas me satisfazer, e sim a ele, pois sempre foi o melhor marido do mundo. Sendo o melhor, queria retribuir com um belo ménage.

Quando a deixei totalmente nua, levei para a hidromassagem. Neste momento tirei o resto da minha roupa e entrei também. Ele nos serviu o vinho novamente e falei pra ele tirar a roupa, o que prontamente fez. Mas não entrou na hidro… Se afastou, deixou o quarto na penumbra e sumiu.

Percebi que ele queria me ver em ação… Beijei a boca dela com fome. Ela cedia e gemia, mas não me tocava. Beijei seu pescoço e fui descendo, passando a língua pela pele macia e perfumada dela. Pedi pra ela sentar na borda da banheira, ela sussurrou: “Alan, vem ver sua louca!” Respondi: “A ideia é essa, minha linda. Relaxa que tá tudo bem”.

Quando ela sentou na borda, abri as suas pernas e coloquei a de língua naquele sexo lindo e rosado, fazendo pequenos círculos ao redor do clitóris. Apertando suas coxas com tara, ela gemia e agora segurava minha cabeça, me puxando pra si. Não demorou pra eu sentir ela gozar na minha boca… Bebi seu gozo e a olhei.

Ela sorriu e desviou o olhar. Beijei e ela aceitou. Procurei meu marido. Ele estava no pé da escada, nos olhando com o mastro em riste e o olhar cheio de tesão.

Chamei com o dedo e ele veio. Beijei-o de uma forma bem safada, me esfregando nele. Ela somente olhava e sorria… Juntei as bocas dos dois e começaram a se beijar. Eu me ajoelhei e comecei a chupar seu membro duro.

Enquanto estava chupando, ele a guiava até seu sexo… Ficamos nós duas lambendo e chupando aquele homem. Eu não estava aguentando de tesão… Deixei ela chupar um pouco mais e fiquei de quatro na banheira (minha posição preferida).

Ele entrou na banheira e começou a transar com força. Eu a sentei na minha frente e continuei a chupar seu sexo com vontade. Enquanto ele me pegava por trás e a beijava. Eu nem acreditava que, finalmente, estava acontecendo.

Nem queria saber o que iria acontecer  no dia seguinte. Agora era hora de aproveitar.

Quando gozei, me levantei e fui servir mais bebida. Deixei os dois sozinhos na banheira… Ele me olhou como se procurasse aprovação. Acenei com a cabeça sutilmente e ele avançou nela. Beijava e penetrava de frente, socando feito louco e ela gemendo muito. Tomava meu vinho olhando os dois. Eram lindos.

Estava me sentindo uma verdadeira rainha em meu castelo de desejos. Aquele motel era bonitinho e eu queria adotar como nosso motel das loucuras.

Quando ele gozou, sentou na banheira e me chamou. Entrei e ficamos nós três, rindo feito bobos. Então parti pra cima dela de novo… Eu a mordia, chupava e me deliciava com ela.

Ele não aguentou ficar longe muito tempo e entrou na brincadeira novamente. Colocou as duas de quatro e ficava tirando de uma e colocando na outra… Uma loucura!

Ele é muito bom de cama, sabe agradar e segura o gozo por um bom tempo. Isso ajuda bastante. Eu gozo com facilidade, sou muito safada. Ficamos o resto da noite nos pegando. Depois de uma ducha, deitamos e dormimos.

Ao amanhecer, ela mal nos olhava nos olhos. Disse que tinha que ir pra casa. Não tomou café da manha… Estava morta de vergonha.

Nos vestimos e a deixamos em casa. Quando chegamos na nossa casa, deitamos na cama e ficamos nos olhando, disse:” Amor, finalmente, fizemos!”

Ele riu e perguntou se estava tudo bem, eu falei que sim. Dormimos um pouco. Alguns dias depois ela ligou, perguntando se estava tudo bem. Concordei e disse que queria repetir a dose.

Ela riu e foi assim que conseguimos nossa “putinha”, minha melhor amiga. É só eu ligar e ela vem… Foi fácil, pois confio no macho que tenho. Ou jamais faria uma loucura dessas.

Fonte: Conto erótico enviado pela seguidora Jade Chanel.

Gostou desta história? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorSurpresa ao chegar em casa
Próximo artigoFardado!
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.