Quando eu tinha dezoito anos, tinha uma vizinha na minha rua que era casada.Ela tinha 38 anos, dois filhos… um de 5 e outro de 7 anos.

Era uma mulher branquinha e de corpo bem bonito.Bem nas medidas certas.

Gostava de fazer caminhadas na pracinha.Algumas vezes conversava com a minha mãe.Apreciava presentear minha mãe com algum tipo de receita de sobremesas, feitos por ela.

Eu ainda não tinha menstruado, e ainda não tinha cabelinhos no meu sexo.Acho que era porque eu tinha uma genética diferente, atrasada.Minha mãe tinha vergonha de falar sobre menstruação e sobre o corpo feminino.

Certo dia, minha mãe mandou levar uma sobremesa na casa da vizinha. Quando cheguei, ela pediu para esperar, pois iria terminar uma sobremesa, e era para levar uma porção.Ficamos conversando na cozinha.

Não tinha ninguém na casa.Os filhos dela estavam na escolinha e, somente, voltariam com o marido dela , após a saída de trabalho dele.

Ainda era umas 9 horas da manhã.Ela foi tomar um banho e deixou a porta aberta.O banheiro ficava no quarto.

Fui até o quarto…entrei. Fiquei conversando… comentava que as fotos dos filhos dela eram muito fofinhos.Ela respondia de dentro do banheiro.

Ela pediu que pegasse uma toalha. Eu perguntei onde teria , ela anunciou a gaveta que estava.Encontrei e levei.

Quando entrei no banheiro, a cortina do box estava aberta e ela de frente pra mim.Senti um arrepio quando vi o seu corpo. Tinha seios lindos.Entre suas pernas , havia pelos aparados.

Olhou pra mim e viu que o meu olhar era de admiração por seu corpo.Percebeu , também, que os meus peitinhos, pequenos, ficaram duros.

Ela pegou a toalha e perguntou se eu queria tomar banho. Eu respondi que não sabia.Ela só disse que não precisava molhar o cabelo e que colocasse a touca.

Eu fiquei sentada na cama e ela estava colocando um vestidinho até os joelhos.Eu peguei a toalha e fui tomar um banho.Quando terminei ela ouviu. Pegou outra toalha limpa e foi no banheiro entregar.

Eu abri a cortina e ela entregou a toalha.Levantou a cabeça e olhou para meu sexo e meus peitinhos.Sugeriu me enxugar. Vi que seus peitos ficaram duros por baixo do vestido.

Ela observou que ainda não tinha pelos.Concordei com a cabeça.

Ela enxugou as costas, minha bundinha pequena e depois embaixo do meu sexo.Eu senti meu corpo arrepiar. Ela me virou de frente e enxugou meus peitinhos.

Perguntou se eu já tinha menstruado.Neguei.Ela começou a falar sobre, como seria, a menstruação.Sua explicação era melhor do que na escola.

Enquanto me enxugava,disse que eu era linda. Eu fique arrepiada e senti meu sexo molhar e meus peitos ficaram mais duros. Ela viu e colocou a mão em cima de um deles, depois no outro.O meio das minhas pernas estava pegando fogo.

Então ela me abraçou.Estava de vestidinho de algodão e sem sutiã, porém de calcinha.Aquele abraço foi demorado. E eu retribui.Ela me apertou.

Minha vagina pegava fogo. Eu já tinha me masturbado e gozava sozinha, pensando nos colegas da escola, atores da televisão. Nunca tinha sentido nada por mulheres.

Ela olhou nos meus olhos, pegou meu rosto e me deu um beijo na boca. Só um selinho,mas forte. Deixei.

Ela perguntou se eu já tinha beijado ou tive namorado.Disse que não.Pediu para colocar a língua pra fora.Obedeci e nesta hora ela chupou bem gostoso.Ela pediu para fazer o mesmo nela.Colocar a minha língua na sua boca e chupar. Foi o que fiz.Eu chupei pela primeira vez uma língua. Boca macia, branquinha, rosadinha.

Ela e eu ficamos com a respiração forte. Então, depois de vários beijos, começou a beijar o meu pescoço.Eu tremia de tesão.

Começou a chupar meus peitinhos pequenos.Foi uma delícia!Fiquei toda molhada.Ela colocou a mão no meio das minhas pernas e sentiu os líquidos.

Levou sua mão até o nariz e cheirou o líquido, bem profundo.Depois colocou os dedos na boca. Aquilo me deixou mais molhada.

Ela mandou esperar e foi lá fora.Fiquei no banheiro e escutei ela fechar portas. Quando ela chegou no quarto, ela olhou o relógio.Eram dez e meia da manhã.

Entrou no banheiro e eu estava enrolada com a toalha.Ela me abraçou e eu retribuí. Fui encostada na parede do banheiro, de frente pra ela,onde me beijou várias vezes. Chupou mais meus peitinhos. Depois foi chupando pela barriga e abaixou, na minha frente, e deu um selinho no meu sexo.Depois deu mais e mais.

De repente, ela mete a língua no meu clítóris. Segurei sua cabeça e dei uma gozada profunda na sua boca. Ela lambeu e engoliu meu gozo.

Ela tirou o vestido e ficou esfregando seu corpo no meu, enquanto eu colocava minha mão por dentro da sua calcinha. Senti os pelos do seu sexo pela primeira vez. E estava toda molhada. Até escorria pelas pernas.

Ela pediu pra chupar seus peitos.Era para fazer o mesmo que ela fez comigo.Chupei com muita vontade e ela gemina gostoso.Pegou minha mão, que não era grande. Pegou três, dos meus dedos, mandou colocar dentro dela e fazer movimentos de vai e vem.Mas que continuasse chupando os peitos dela.Ela gozou logo.

Ela abraçou forte e ficamos de frente. Peito com peito.Beijou minha boca e senti o gosto do meu sexo na sua boca… E gostei.Nos beijamos durante uns dez minutos.

Nosso tesão começou de novo. Ela me virou de frente pra parede. Beijou minha nuca e desceu pelas minhas costas. E ela se abaixou e foi lambendo e beijando minha bundinha pequena. Ela abriu minhas pernas, enquanto eu ficava com as mãos na parede. E atacou com a boca meu sexo, por trás.

Quando ela estava me chupando por trás, no meus sexo… lambeu meu ânus e chupava com muita vontade. Eu gostei mais ainda… minha vagina estava bem molhada e ela lambia tudo que saia de mim e engolia.

Lambia e chupava o meu ânus. Eu tremi muito e gozei.Gemia baixinho.Ela fazia um gemido,do tesão que sentia por mim.

Levantou e deu um beijo na minha boca.Senti o gosto do meu sexo do meu ânus limpinho na sua boca.Nos abraçamos.

Ela pegou minha mão e colocou quatro dedos dentro dela. Eu fiz movimentos, enquanto ela ficava com as costas na parede.Abriu bem as pernas. Eu me abaixei na frente dela e comecei o vai e vem. Ela gemia gostoso. Então pegou minha mão fechada e mandou eu colocar toda dentro dela.

Eu atolava até o pulso. Ela segurava como quisesse mais, mas ficava segurando…Com os olhos fechados.

Eu já estava ficando toda molhada, de novo, com muito tesão. Fazia o movimento de vai e vem dentro dela com a minha mão macia e quente.Saía um cheiro de gozo maravilhoso. Igual ao meu.

Então puxou minha mão e me levou para a cama. Ela se deitou de barriga pra cima e abriu as pernas, bem pra trás. E seu sexo ficou todo a mostra.Fiquei ajoelhada na cama, com a bunda encostada na panturrilha.Pegou de novo a minha mão e mandou eu atolar todinha nela. E assim eu fiz.

Ela disse que continuasse, pegou minha mão e enfiava cada vez mais, dentro dela.Depois de dois minutos, ela gozou bem gostoso… tremia e gemia.Movimentava o quadril.

Ficou segurando minha mão dentro dela, por um tempinho. Até ela me sentir dentro dela. Em seguida, tirou a minha mão e me puxou pra cima dela. Na posição papai e mamãe. Eu fiquei sentindo seu corpo quente nos meus peitos, na minha barriga e as minhas coxas dentro das pernas delas.Ficou meu sexo , frente ao seu sexo.

Fiquei com muito tesão. Ela percebeu e me beijou.Ela fez eu ficar esfregando meu sexo no dela(estava muito molhada, dava para sentir os pelos úmidos).Comecei a gozar e ela abriu mais as pernas para ficar encaixada nela.

Ela percebeu eu tremer de tesão.Mandou ficar sentada,minhas perna abertas em cima do seu sexo, e ela também estava de pernas abertas.Eu senti…os pelos do seu sexo em mim… não havia pelos em mim.

Senti as carnes macias dela em mim.Enquanto eu esfregava e ela rebolava o quadril.Fui logo gozando.Foi o gozo mais gostoso que eu já tive.

Ela me abraçou, beijou longamente … nossas línguas se entrelaçaram. Ela veio pra cima de mim e beijava gostoso. Pegou seu dedo e colocou no seu sexo e depois levou até minha boca. E disse:”Sinta o meu gosto”.Eu chupei aquele dedo como se fosse um pirulito.

Ela olhou para o relógio na mesa junto a cama. Já eram onze e vinte.Então ela disse para nos arrumar, rapidamente.

Fomos para o banheiro e tomamos banho juntas. Ali,nos beijamos mais e mais.

Ela foi para cozinha, pegou a sobremesa e colocou numa vasilha. Mandou eu levar pra minha mãe. E ainda disse:” o nosso segredo é só nosso. Promete que nunca vai contar pra ninguém?”.Prometi.

“Você foi a primeira mulher que eu transei”, diz ela. E ainda completa “Nunca tinha feito com outra mulher antes. Nem nunca tive vontade”. Eu disse:”eu também, nunca tinha beijado ninguém”.Ao que ela fala:”Depois fizemos de novo”.Concordei.

Fui pra casa muito alegre.Estava com as pernas bambas.

Fonte: Conto erótico enviado pela seguidora Carlabo.

E então, gostou deste texto? Comente logo abaixo o que achou desta aventura.

Quer ver seu texto publicado aqui em nosso blog?

CLIQUE AQUI E ENVIE SUA HISTÓRIA!

Convidamos você para visitar nossa página no FACEBOOK 

e também nos acompanhar através do INSTAGRAM.

Diariamente muitas novidades para você! 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorUma atração fatal
Próximo artigoReencontro com a loba
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.