E-book Contos Fetiche: Histórias Deliciosamente Reais

Olá, aqui vou me apresentar com meu codinome Yana e meu amor como Christopher. Eu tenho 21 anos e sou apaixonada pela vida. Gosto de viver cada minutinho como se fosse o último.

Bom, estou namorando há dois meses com um homem maravilhoso que em tão pouco tempo vem fazendo muita diferença na minha vida. Sabe quando você encontra a sua metade da laranja, a tampa da sua panela, o seu limão da caipirinha? Pois é! Nós dois nos encaixamos perfeitamente.

Ele adora fazer amor, assim como eu. Parece que nascemos um para o outro, que meu corpo foi desenhado pra encaixar no dele. A cada vez que fazemos amor, fica cada vez mais gostoso. E põe gostoso nisso! Esse homem me faz enlouquecer na cama.

De uns dias pra cá, eu venho percebendo que ele esconde algo. Conheço homem safado de longe. Porém, safado na cama, entre quatro paredes e comigo. Então comecei a provocar ele…

Primeiro comecei com fotos, mandei duas fotos minhas. Passaram alguns dias e mandei mais fotos, só que dessa vez, quase nuas…

Certa vez, depois de fazermos amor, voltei pra casa e dormi pensando naquela noite. Acabei sonhando uma loucura! Acordei com a respiração ofegante. Contei o sonho e ele disse que sempre fazer isso. Fiquei de boca aberta. Como pode? Nossa química é muito forte.

Aproveitando a situação, conversa vai, conversa vem, decidi contar que adoro ler contos eróticos. Isso mesmo! Esses contos que leio neste maravilhoso site. Então mandei o link pra ele e disse para ler alguns. Ele adorou! Disse que gostaria muito que fosse ele mesmo na cama. O safado, louco por sexo e eu, como toda mulher tenho meus dias férteis, fico mais safada do que nunca. Queria muito provar dessa safadeza dele.

Eu me insinuei, provoquei-o durante o dia. À noite tinha que ir primeiramente a um curso. Coloquei um vestidinho preto, justo que eu sei que ele ama. Quando acabou o curso fui pra casa dele.

Cheguei e logo fomos pro quarto. Ele me deu um beijo, mas foi O Beijo. Parecia que fazia meses que não nos víamos. Pedi que ele pegasse um copo com água. No intervalo que ele foi tirei minha calcinha e coloquei na bolsa.

Quando ele chegou, estava sentada só esperando. Então deitamos, como casal normal. Fizemos carinho um no outro. Depois fui provocando e ele sempre sorrindo… Aquele sorriso malicioso que faz você desejar tudo, custe o que custar. Então começamos a nos beijar loucamente. Ele disse ao meu ouvido:

– Hoje quero te ver safada, safada, safada, safada… Sabe aquele romantismo todo? Hoje não tem!

Pronto! Pirei somente com essas palavras. Ele tirou meu vestido, tirou a sua roupa. E me colocou na beira da cama. Começou a me chupar… Oh, céus! E como ele me chupou bem. Estava tão gostoso, parecia que ele estava com sede de tudo aquilo.

E eu ficava louca, tentava me controlar, pedia pra ele parar… Só que ele continuava. E ele me fez gozar… Pense numa coisa gostosa. E ele queria fazer de novo, enquanto eu já queria que ele penetrasse bem fundo. Ele disse:

– Não vou parar de fazer isso enquanto você não falar o que quero ouvir.

Pensei “Agora danou-se”. Como eu ia saber o que ele queria ouvir? Ele ia me fazer gozar um milhão de vezes com aquela língua e não iria descobrir. Falei algumas coisas e fui tudo em vão. Indignada, falei:

– ME COME!

E ele fez isso! Nossa… Era tudo que eu queria. Foi muito gostoso como ele fez aquilo na beira da cama. Depois me pediu pra ficar de quatro. Sentia todo seu sexo dentro de mim. Apesar de não apreciar esta posição, ele tem o dom de
me fazer sentir prazer a todo custo.

Em seguida deitou e mandou que eu me deitasse em cima dele de costas. Uma posição que não sei o nome, mas muito prazerosa. E ele fazia de um jeito tão delicioso, louco pra me ver gozar de novo. E eu me controlando ao Maximo!

Depois virei de frente pra ele, essa posição eu adoro! Ficar em cima dele pra sentir tudo dentro de mim e poder mexer do jeito que eu gosto. Nessa altura estava tão louca que virei outra pessoa. Gozei varias vezes e quanto mais eu gozo, mais eu quero.

Falei besteirinha no ouvido dele. Coisa que nunca fiz! Depois pedi pra chupa-lo. Estava com saudade disso. Apesar de eu não ser uma expert no assunto, mesmo assim ele adorou… Segurava meu cabelo controlando o movimento.

Gozei varias vezes e já estava chegando ao meu limite. Cai na cama toda suada e Cris continuou colocando em mim sem pena. Ele adora ouvir meu gemido de prazer. Eu apenas perguntava:

– Amor, o que você esta fazendo comigo?

Não tinha como sentir mais prazer. Ele disse que queria gozar em outro lugar. E eu já sabia que lugar – gosto de sexo anal, apesar da dor – mas vale a pena porque depois o prazer é imenso.

Gostoso o sentir colocando devagar cada pedacinho em mim. Ele segurava na minha mão e dizia pra me acalmar. Dava-me mais vontade ainda. Nada como um homem que te passa segurança num momento desse. Foi o melhor da minha vida.

Cheguei ao ponto de gritar de tanto prazer. Ele avisou que estava prestes a gozar. Esperei-o para gozarmos juntos e depois fiquei em êxtase por um tempo. Coisa boa fazer amor desse jeito: Sem limites.

E ele se libertou graças ao que? Aos contos eróticos desse site que me inspiraram a escrever o meu. Esta é a primeira postagem de muitas que farei. Esperem que gostem da minha historia.

Fonte: conto erótico enviado por Yana

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!

Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.