Tempos atrás meu marido resolveu fazer uma pequena reforma na nossa casa e chamou o pedreiro de confiança da família para fazer o serviço.

No dia combinado, como de costume, toda manhã eu tomei o café com meu marido e sempre eu estou bem à vontade, com uma roupinha de dormir:shortinho transparente e uma calcinha fio dental.

Terminamos o café , me despedi do meu marido e voltei para a cozinha. Alguns minutos depois a campainha toca. Achei que era meu marido. Surpresa abri e vi José…uma hora adiantado.

Fiquei com vergonha, ao me deparar com aquele homem.Ele me deu um “bom dia” em tom malicioso e eu, meio sem jeito, respondi.

Perguntou onde era o lugar da obra. Eu disse a ele que era na cozinha, mostrando o caminho para ele, que, gentilmente mandou eu ir na frente. Estava atrás de mim olhando minha bunda.

Fui na frente dele imaginando como ele estava se deliciando vendo minha bunda.

De certa forma aquilo me divertia.

Mostrei pra ele o lugar e perguntei se eu poderia usar a pia. Ele disse que “não”. Então peguei a louça do café e levei para a área de serviço e pude perceber que ele me comia com os olhos. Propositalmente, deixei cair uma colher no chão e abaixei para pegá-la, e pude ver que ele deu uma boa olhada. Comecei a lavar a louça e arrebitar minha bunda.

Foi quando senti aquelas mãos ásperas na minha cintura e seios. Estremeci toda. Ele me apertou contra o tanque e sussurrou no meu ouvido” sempre quis ter uma patroa, pra pegar por trás”.Senti um misto de tesão e medo, pois eu nunca tinha traído meu marido.

Tentei me desvencilhar, mas ele pressionou meu corpo contra o tanque e foi colocando o peso nas minhas costas fazendo eu ir com o corpo pra frente, arrebitando mais a bundinha.

O safado começou a morder minha orelha, meu pescoço e eu pedindo que parasse… ele nem deu ouvidos. Foi continuando, sua mão entrando pelo interior do meu shorts até tocar meu sexo que, a esta altura, estava molhada. Continuou manipulando meu clitóris enquanto mordia minhas costas. Eu gemia de tesão, quando não aguentei e gozei.

Ele me soltou, fui para o meu quarto e deitei. Decidi que repreenderia o ousado pedreiro depois do almoço. Naquele estado de pós orgasmo, acabei adormecendo sem perceber.

Não contei nada ao meu marido, mas no outro dia acordei com alguém me despindo e a me lamber todinha. Tentei me desvencilhar, senti um tapa na bunda e quando dei por mim eu estava de bruços com o José enfiado no meio da minha bunda, enquanto chupava meu clitóris. Não aguentei e comecei a ceder, até que acabei pedindo:”coloca em mim”.

Sem demora, me colocou de joelhos,abriu o zíper de sua calça. Tirou aquele pau meio mole, mas bonito e grosso, para fora . Numa nítida insinuação para que eu chupasse.

Enfiou a rola na minha boca, ao que  eu comecei a chupar como uma desesperada . Senti ela endurecer, conforme eu chupava e quando já estava totalmente dura,quase não conseguia chupar mais, pois era tão grande e grossa.

Ele me colocou de quatro, colocou a cabecinha bem na portinha ,me segurou pelos cabelos e meteu com toda força ,conforma ele metia, eu ia me acostumando e a dor foi dando lugar a um prazer . Eu rebolava e gemia como nunca e acabei gozando, enquanto ele metia cada vez mais forte. Neste momento , eu sentia algo escorrendo pelas minhas coxas ao ponto que minhas pernas estavam amolecendo.

De repente ele parou, mandou ficar de joelhos, novamente me segurou pela cabeça e mais uma vez, meteu o mastro na minha boca, fazendo chupar até ele gozar.

Ele começa a meter forte na minha boca e geme alto. Sinto seu esperma escorrer pelos cantos da minha boca.Após ele gozar, mandou abrir a boca e mostrar  para ele. Depois de mostrar, mandou engolir.

Somente  então, ele fechou o zíper, me largou nua no meu quarto. Ao sair disse em tom de desafio, que a partir de agora teria homem em casa.

Fui tomar banho sorrindo.

Fonte:Conto erótico enviado por uma seguidora anônima.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorSegurança de balada
Próximo artigoA bela e a fera versão mais quente
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.