Já beirava o final de semana. Passei um dia estressante no trabalho.Guilherme, um colega de escritório, convida para sairmos para um happy hour e, quem sabe , esticar. Aceitei, e disse a ele que iria chamar alguns amigos.

Já era noite, nossos amigos se uniram a nós para tomar umas cervejas e comer alguns petiscos. No local, vi que minhas colegas de escritório estavam no barzinho , também. Queríamos bater um papo e azarar um pouco as gatinhas, que não eram poucas.

Com brincadeiras e conversas , de repente, vimos que passava da meia noite. Decidimos ir embora. Eu iria dormir na casa de Guilherme,pois não dava mais tempo de ir para casa.

Neste confronto de informações, Mariana , que morava próximo á Guilherme, perguntou se ele dava uma carona.Ele assentiu em afirmativo.

Neste momento era eu e ela pegando carona. Ela não tinha certeza que alguém estivesse em casa. Ela ligou para sua casa e a  mãe disse que poderia dormir na casa do amigo , pois ela estava em uma festa com seu novo namorado.

Senti meu corpo ficar excitado … iríamos dormir , na mesma casa, eu e Mariana.

Bebida na cabeça , não estava na minha casa… senti alguma coisa no ar…

Ao entrar em casa o pai de Guilherme estava dormindo e a mãe nos recebeu e logo foi dormir. Cada um , por vez, foi tomar banho. Mariana foi colocada no quarto de hóspedes, Guilherme estava no seu quarto e eu fiquei na sala.

Ficamos assistindo um pouco de TV na sala.Chegando quase duas horas da manhã, o Guilherme disse que iria dormir.Mariana, falou que também iria. Eu fiquei na sala observando os dois irem dormir… estava sem sono e pensando na inusitada Mariana.

Tínhamos apenas a amizade do escritório , nunca a tinha visto com outros olhos, mas, agora percebi o quanto ela me olhava.E o quanto ela era atraente , também.

Ela ficou em pé na sala e me perguntou se eu também não iria, eu respondi dizendo que sim e desliguei a TV .

Por um momento fiquei na porta do quarto de Mariana em pé e ela também. Ficou parada por um instante na minha frente, na entrada do quarto com a porta estreita, ficamos um de frente para o outro e bem próximos.

Fiquei excitado com aquela situação,e um pouco nervoso, pois fiquei sem reação na hora.Então fui saindo de seu quarto , pois achava que não pegava bem(apesar de estar fervendo por dentro).

Estava voltando para  minha cama improvisada na sala.Fui ficando de costa para a porta, quando Mariana, aos poucos, foi se aproximando por trás.Aos poucos chegou mais perto, até se aproximar de vez e eu sentir um abraço por trás, onde pude sentir um roçar de seios.

Ela me abraçou por trás e ficou fazendo movimentos que foram me deixando cada vez mais excitado. Realmente estava um pouco tenso, pois o quarto de Guilherme estava próximo. Fui até lá e fechei a porta no intuito de ficarmos mais seguros de sua presença.

Mariana pediu para apagar as luzes da sala e veio em minha direção, novamente. Pendurou-se em meu pescoço, passou a mão por cima da minha bermuda(emprestada por Guilherme) e vi seu rosto de espanto quando sentiu o volume dentro.

Coloquei a mão em sua nuca e fiz  um movimento querendo sexo oral. Ela entendeu, perfeitamente, e não exitou. Ficou de joelho. Coloquei meu mastro para fora e ela começou a chupar todinho. Eu socava em sua boca com força, como estivesse metendo dentro dela.

Olhando para mim, ela me disse:”eu sabia que você,também,estava pensando nisso… você  me queria.”

De repente, no auge de minha excitação, seguro ela pelo braço e a levanto de forma que ela fique de costas, abaixei seu short de dormir. Comecei a pincelar sua bunda. Eu passava pra lá e para cá. Isto estava deixando ela louca a ponto de pedir para colocar dentro dela de uma vez.

Com um pouco mais de movimento,comecei a forçar a entrada de seu sexo. Fui aos poucos deslizando para dentro dela.Começamos a fazer movimentos lentos e silenciosos,não podíamos fazer barulho.Coloquei em pé, com as mãos na parede e puxei seu corpo rente a mim, para que sua bunda ficasse bem empinadinha, para que eu metesse mais.

Fui realizando os movimentos de ida e vinda de forma rápida e forte. Metia tudo e vi que ela gemia bem baixinho e seu rostinho ficava sexy fazendo aqueles gemidinhos.

Após alguns minutos de tantas metidas, ela avisou que iria gozar.Fiquei super excitado e gozei.Enquanto ela rebolava comigo, dei uma leve mordida em seu pescoço. Dei estocadas fortes, dessa forma ela gozou … só consegui ouvir ela arfando.

Olhei para seu rosto e dei um beijo longo.Voltamos para a sua cama e começamos a conversar.

No dia seguinte, fui para minha casa, pois teria que pegar roupas para trabalhar. De lá fui para o trabalho.Encontrei Mariana com um sorrisão estampado no rosto. Retribuí…

Quando sentei para ligar o computador vi um post-it colado em meu computador dizendo:”vou posar na sua casa esta noite.”

Fonte: Conto erótico enviado por um seguidor anônimo.

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorProibido é mais gostoso
Próximo artigoGaroto do aplicativo
Contos Fetiche é um site de Contos Eróticos que reúne histórias reais de pessoas com mente aberta e que curtem compartilhar suas experiências de maneira despretensiosa. Todos os textos aqui publicados são contos enviados por nossos seguidores ou então adaptados por um de nossos editores.